Diversas podem ser as profissões originárias dos peritos ambientalistas, com são: as dos engenheiros, ecólogos, biólogos, físicos, geólogos, oceanólogos e químicos.

Atualmente, os ministérios públicos estaduais e federal têm ingressado constantemente com processos na justiça, onde que o meio-ambiente está envolvido, no que levou a perícia ambiental ter crescido muito nestes últimos anos.

Notadamente, os ministérios públicos estaduais estão cada vez mais se aparelhando com técnicos da área ambiental, as exigências legais ambientais aumentam gradativamente, os órgãos públicos ambientais, como o IBAMA, são cada vez mais exigentes, as "ongs" ambientais crescem em número e se profissionalizam, em função de recursos advindos de diversas áreas, tudo isso faz o mercado prosperar.

Em termos de futuro, quando o Brasil voltar a crescer de forma significativa e sem sobressaltos, haverá uma agressiva expansão industrial, com surgimento de indústrias novas e aumento de antigas que, desordenadamente, se instalarão ocasionando danos ao meio ambiente. Isto, além da necessidade atual de novas empresas e instalações de médio e grande porte serem obrigadas a apresentar relatórios de impacto ambiental em grande quantidade de vezes.