Curso de Perícias de Cálculos Financeiros e Trabalhistas

Faça o Curso Perícias de Cálculos Financeiros e Trabalhistas - CLIQUE AQUI

Os softwares de cálculos financeiros e trabalhistas não devem ser utilizados sem o conhecimento de como realizar os cálculos e, principalmente, da legislação trabalhista. Se o perito judicial apenas utilizar os softwares sem esses conhecimentos, poderá haver graves erros nas perícias.

Saiba mais

Os softwares são caixas pretas: não há o conhecimento das fórmulas que estão no seu interior. O ideal é fazer um curso de cálculos financeiros e trabalhistas e utilizar os softwares como apoio.

Software de cálculos financeiros

Existem diversos softwares para a realização de cálculos financeiros. Com eles, é possível elaborar cálculos de atualização monetária, abrangendo, por exemplo: casos de danos morais, pensão alimentícia, inadimplência, dívida por acidente automobilístico, correção de aluguéis, dívida gerada por atraso na entrega de imóveis, cálculo da poupança, correção de fundo de garantia (FGTS). Além disso, é possível efetuar revisões de conta corrente, utilizando o método hamburguês e cálculos de financiamentos, através de leasing, CDC e Sistema Financeiro de Habitação, podendo escolher entre os seguintes métodos de cálculo: Tabela Price, Método Gauss, SAC, SACRE, SAM e SAC-Gauss.

Software de cálculo trabalhista

Existem, igualmente, softwares de cálculos trabalhistas à venda na internet, cuja proposta é auxiliar na elaboração de cálculos trabalhistas, com enfoque principal em liquidação de sentença. Não é recomendável o perito judicial utilizar um software de cálculos trabalhistas para chegar a valores a serem colocados no seu laudo, pois não terá como fundamentá-los. Os cálculos devem ser realizados por planilha Excel, conforme explicado e praticado no nosso Curso de Cálculos Financeiros e Trabalhistas.

Entretanto, com um software de cálculos trabalhistas, é possível, apenas com a finalidade de verificação, realizar cálculos de rescisão com ou sem justa causa, pedido de demissão, culpa recíproca, etc. Além disso, podem ser calculadas as horas extras diurnas e noturnas através do cartão ponto, possibilitando a contagem em separado, de horas de Intrajornada e Interjornada. Também é possível definir as verbas devidas e seus reflexos, com opção de aplicação do IRRF pela tabela progressiva.

Veja informações e pré-inscrição, sem compromisso, do Curso de Cálculos Trabalhistas para Perito – CLIQUE AQUI