NBR14651 – Fechaduras para portas de vidro – Requisitos
Fixa as condições mínimas exigíveis na fabricação, dimensionamento, segurança e funcionamento de fechadura para portas de vidro.

NBR14652 – Coletor-transportador rodoviário de resíduos de serviços de saúde – Requisitos de construção e inspeção – Resíduos do grupo A
Estabelece os requisitos mínimos de construção e de inspeção dos coletores-transportadores rodoviários de resíduos de serviços de saúde do grupo A. Os resíduos de serviços de saúde do grupo A são os classificados conforme Resolução CONAMA nº 5 de 05/08/19

NBR14653-1 – Avaliação de bens – Parte 1: Procedimentos gerais
Fixa as diretrizes para avaliação de bens, quanto a classificação da sua natureza; instituição de terminologia, definiçõe, símbolos e abreviaturas; descrição das atividades básicas; definição da metodologia básica; especificação das avaliações; requisitos

NBR14654 – Irrigação e drenagem – Tubos agropecuários de PVC rígido com junta soldável PN 60 e PN 80
Especifica as características de tubos agropecuários de PVC rígido com juntas soldáveis utilizadas na condução e distribuição da água nos sistemas permanentes de irrigação e em instalações hidráulicas rurais, enterrados ou não, sob pressão de serviço a 20

NBR14655 – Cossinete redondo para roscar – Nomenclatura e terminologia
Padroniza a nomenclatura das principais formas de cossinetes redondos para roscar usados para cortar roscas ISO e os conceitos para construção, fornecendo a equivalência dos termos nas línguas inglesa, francesa e espanhola.

NBR14656 – Cimento Portland e matérias-primas – Análise química por espectrometria de raios X – Método de ensaio
Descreve as metodologias de análise química por espectrometria de raios X de pastilhas prensadas e fundidas. As duas metodologias descritas distinguem-se basicamente pela forma de preparação das amostras e são aplicáveis a cimento, suas matérias-primas e

NBR14657 – Graxa lubrificante – Separação de óleo durante a armazenagem
Prescreve o método de determinação da tendência de graxa lubrificante liberar óleo durante a armazenagem em recipientes parcial ou totalmente cheios.

NBR14658 – Papel e cartão – Determinação da resistência da ligação interfibras ou entre camadas
Especifica um método para determinação da resistência da ligação inerfibras ou entre camadas de papel e cartão, usando um aparelho mecânico que mede a energia média requerida para separar o corpo-de-prova em duas camadas.

NBR14659 – Cartão – Determinação da resistência da ligação interna (tração na direção-z)
Especifica um método para determinação da resistência da ligação interna das fibras (resistência à tração na direção-z) do cartão, usando um aparelho que submete um corpo-de-prova de 6,45 cm² a uma força de separação normal.

NBR14660 – Madeira – Amostragem e preparação para análise
É aplicável à amostragem e preparação de madeira para todos os ensaios químicos e físicos. Os procedimentos dados descrevem a amostragem de madeira em todas as suas formas, ou seja, árvores em pé, toras, cavacos ou serragem. São descritos dois planos de a

NBR14661 – Pasta celulósica, papel e cartão – Determinação de cloro total e cloro ligado organicamente (ou ligado a materiais orgânicos)
Especifica um método para a determinação de cloro total e cloro ligado organicamente na pasta celulósica, papel e cartão. O limite inferior deste método é de cerca de 20 mg/kg. É aplicável para todos os tipos de pasta celulósica, papel e cartão.

NBR14662 – Unidade de supervisão de corrente alternada (USCA), quadro de transferência automática (QTA) e quadro de serviços auxiliares (QSA) tipo 1 – Requisitos gerais para telecomunicações
Estabelece as características técnicas mínimas e outras condições necessárias à fabricação de unidades de supervisão de corrente alternada (USCA), quadros de transferência automática (QTA) e quadros de serviços auxiliares (QSA), componentes dos sistemas d

NBR14663 – Unidades retificadoras (UR) para baterias de partida – Requisitos gerais para telecomunicações
Estabelece à composição, define as diretrizes e os requisitos técnicos aplicáveis, incluindo as especificações de fabricação e as condições de fornecimento de unidades retificadoras (UR) para baterias de partida de grupo motor gerador (GMG), visando a gar

NBR14664 – Grupos geradores – Requisitos gerais para telecomunicações
Estabelece os requisitos mínimos a que devem satisfazer os grupos motores geradores (GMG) para telecomunicações.

NBR14665 – Sistema de refrigeração com gás R134a – Requisitos
Especifica as características nos componentes (peças individuais) ou conjuntos (combinação de dois ou mais componentes) para sistemas de refrigeraçã com gás R134a.

NBR14666 – Sistema de refrigeração com gás R134a – Determinação do resíduo interno – Método de ensaio
Especifica um método para determinação do resíduo interno contido em componentes (peças individuais) e conjuntos (combinações de dois ou mais componentes) para sistemas de refrigeração com gás R134a.

NBR14667 – Sistema de refrigeração com gás R134a – Determinação de umidade interna – Método de ensaio
Especifica um método de ensaio para determinação da umidade interna contida em componentes (peças individuais) e conjuntos (combinações de dois ou mais componentes) para sistemas de refrigeração com gás R134a.

NBR14668 – Sistema de refrigeração com gás R134a – Determinação de reatividade química – Método de ensaio
Especifica um método de ensaio para determinação de reatividade química de fluidos de processos frente a óleos lubrificantes em componentes (peças individuais) e conjuntos (combinações de dois ou mais componentes) para sistemas de refrigeração com gás R13

NBR14669 – Sistema de refrigeração com gás R134a – Determinação de miscibilidade – Método de ensaio
Especifica um método para a determinação da miscibilidade de fluidos ou resíduos de processo com refrigerantes e óleos lubrificantes de compressores em componentes (peças individuais) ou conjuntos (combinações de dois ou mais componentes) para sistemas de

NBR14670 – Indicador de temperatura para termopar – Calibração por comparação utilizando gerador de sinal
Prescreve o método de calibração de indicador de temperatura usado com termopar, por comparação, utilizando gerador de sinal.

NBR14671 – Lâmpadas com filamento de tungstênio para uso doméstico e iluminação geral similar – Requisitos de desempenho
Estabelece os requisitos de desempenho para lâmpadas, incluindo métodos de ensaio e meios para confirmação da conformidade com os requisitos. São definidos métodos de avaliação da produção total listada de um fabricante de lâmpadas, relacionados aos seus

NBR14672 – Nãotecido – Determinação da formação de polling através do aparelho tipo Martindale
Especifica um método para determinar a avaliação do comportamento dos nãotecidos quanto à formação de pilling e outras mudanças de superfície, utilizando o aparelho tipo Martindale.

NBR14673 – Materiais têxteis – Determinação da irritabilidade dérmica (primária e cumulativa)
Especifica um método para determinação de forma qualitativa, da irritabilidade dérmica (primária e cumulativa) provocada pelo contato com materiais têxteis.

NBR14674 – Adessivos para calçados e correlatos – Procedimento de amostragem
Fixa as condições exigíveis na amostragem de adesivos para calçados e correlatos.

NBR14675 – Protetivos temporários contra corrosão – Roteiro de ensaio para determinação do teor de não-voláteis
Fixa a relação dos parâmetros de ensaios, a serem definidos por acordo entre as partes, para a determinação do teor de não-voláteis em protetivos temporários contra corrosão do tipo formador de película.

NBR14676 – Protetivos temporários contra corrosão – Roteiro de relatório de ensaio de exposição em condições ambientais específicas
Prescreve as condições para elaboração de relatóris de ensaios de exposição em condições ambientais específicas de corpos-de-prova revestidos com protetivos temporários contra corrosão do tipo formador de película.

NBR14677 – Aço – Determinação do grau de esferoidização de carbonetos – Método de ensaio
Especifica um método para determinação do grau de esferoidização de carbonetos, obtido através de tratamento térmico de esferoidização. Aplica-se a aços-carbono e baixa liga, por método comparativo.

NBR14678 – Cossinete redondo para roscar – Roscas Pg 7 até Pg 48 para eletrodutos rígidos
Especifica as dimensões e demais condições dos cossinetes redondos para roscar, destinados à fabricação de roscas Pg 7 até Pg 48, para eletrodutos de aço.

NBR14679 – Sistemas de condicionamento de ar e ventilação – Execução de serviços de higienização
Tem por objetivo estabelecer os procedimentos e diretrizes mínimas para execução dos serviços de higienização corretiva de sistemas de tratamento e distribuição de ar contaminados microbiologicamente.

NBR14680 – Cartão – Tubetes – Especificação do cartão utilizado na estrutura
Especifica as classes de tolerâncias das características do cartão utlizado na estrutura dos tubeles, visando um produto de qualidade.

NBR14682 – Tratamento de superfície do alumínio e suas ligas – Determinação da aderência úmida da pintura pelo método da panela de pressão
Especifica o método para determinação e avaliação de tintas a pó e de revestimentos eletroforéticos no alumínio e suas ligas.

NBR14683-1 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Parte 1: Requisitos para subdutos de parede lisa
Fixa as condições mínimas exigíveis para subdutos de polietileno de parede externa lisa utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14684 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Determinação da densidade de plástico por deslocamento
Prescreve o método para determinação da densidade de plásticos sólidos em forma de grãos, placas, barras, subdutos ou produtos moldados.

NBR14685 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Determinação do teor de negro-de-fumo
Prescreve o método para determinação do teor de negro-de-fumo em composto para subdutos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14686 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Verificação da dispersão de pigmentos
Prescreve dois métodos pelos quais deve ser realizado o ensiao para verificação da dispersão de pigmentos em compostos para subdutos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14687 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Verificação da resistência ao esmagamento
Prescreve o método para verificação da resistência ao esmagamento dos subdutos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14688 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Determinação da estabilidade dimensional
Prescreve o método para determinação da estabilidade dimensional em subdutos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14689 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Verificação da resistência ao impacto
Prescreve o método para verificação da resistência ao impacto de subdutos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14690 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Verificação da resistência à pressão hidrostática interna
Prescreve o método para verificação da resistência à pressão hidrostática interna em subdutos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14691 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Determinação das dimensões
Prescreve o método para determinação das seguintes dimensões de um subduto de polietileno utilizado em sistemas de telecomunicações: espessura em qualquer pnto ao longo do perímetro do subduto; diâmetro externo médio; diâmetro em qualquer ponto do perímet

NBR14692 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Determinação do tempo de oxidação induzida
Prescreve o método para determinação do tempo de oxidação induzida em subdutos e compostos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14693 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Verificação da resistência à compressão
Prescreve o método para verificação da resistência à compressão dos subdutos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14694 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Verificação da resistência ao intemperismo artificial
Prescreve o método para verificação da resistência ao intemperismo artificial de subdutos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14695 – Sistemas de subdutos de polietileno para telecomunicações – Verificação da resistência à curvatura
Prescreve o método para verificação da resistência à curvatura de subdutos de polietileno utilizados em sistemas de telecomunicações.

NBR14696 – Espelhos de prata
Especifica os requisitos gerais, métodos de ensaio e cuidados necessários para garantir a durabilidade e a qualidade dos espelhos de prata manufaturados e beneficiados em suas aplicações. Não se aplica a espelhos curvos e espelhos metalizados.

NBR14697 – Vidro laminado
Especifica os requisitos gerais, métodos de ensaio e cuidados necessários para garantir a segurança e a durabilidade do vidro laminado em suas aplicações na construção civil e na indústria moveleira, bem como a metodologia de classificação deste produto c

NBR14698 – Vidro temperado
Especifica os requisitos gerais, métodos de ensaio e cuidados necessários para garantir a segurança, a durabilidade e a qualidade do vidro temperado plano em suas aplicações na construção civil, na indústria moveleira e nos eletrodomésticos da linha branc

NBR14699 – Desenho técnico – Representação de símbolos aplicados a tolerâncias geométricas – Proporções e dimensões
Fixa as condições exigíveis de proporções e dimensões para representação gráfica de símbolos de tolerância geométrica em desenho técnico.

NBR14700 – Desenho técnico – Representação do local de medição de dureza
Fixa as condições exigíveis para a representação do local de medição de dureza em desenho técnico.

NBR14701 – Transporte de produtos alimentícios refrigerados – Procedimentos e critérios de temperatura
Estabelece os procedimentos e critérios de temperatura para o transporte de produtos alimentícios refrigerados (resfriados ou congelados) no tocante a estocagem, carga deslocamentos e descarga, de forma a garantir sua integridade e preservar sua qualidade

NBR14702 – Cabos coaxiais flexíveis com impedância de 75 ohms – Especificação
Fixa as condições mínimas exigidas para cabos coaxiais flexíveis com impedância de 75 ohms, com aplicação em redes externas e internas para transmissão de sinais de TV e outros sinais de telecomunicações.

NBR14703 – Cabos de telemática de 100 ohms para redes internas estruturadas – Especificação
Fixa as condições mínimas exigidas para cabos de telemática com impedância de 100 ohms. Estes cabos são indicados para aplicação em redes internas estruturadas de prédios comerciais, industriais, residenciais e outros.

NBR14704 – Fio telefônico externo binado FEB – Especificação
Fixa as condições mínimas exigíveis na fabricação do fios telefônicos externos binados FEB. Estes fios são indicados para instalações aéreas.

NBR14705 – Classificação dos cabos internos para telecomunicações quanto ao comportamento frente à chama – Especificação
Fixa as condições mínimas de avaliação dos cabos internos para transmissão de sinais, quanto ao comportamento frente à chama, em função de sua aplicação. Aplica-se aos cabos para uso em redes internas de prédios comerciais, industriais, residenciais, cent

NBR14706 – Cabos ópticos, fios e cabos telefônicos – Determinação do coeficiente de absorção de ultravioleta – Método de ensaio
Prescreve o método para determinação do coeficiente de absorção de ultravioleta de material polimérico pigmentado com negro-de-fumo para utilização em revestimento externo de cabos ópticos e fios e cabos telefônicos.

NBRISO15098-2 – Pinças odontológicas – Parte 2: Tipo Meriam
Especifica os requisitos específicos, incluindo dimensões, para pinças odontológicas tipos Meriam.

NBRISO15098-1 – Pinças odontológicas – Parte 1: Requisitos gerais
Especifica os requisitos gerais de material e de desempenho para pinças odontológicas metálicas.

NBRISO15374 – Implantes para cirurgia – Requisitos para produção de forjados
Especifica requisitos para a produção de forjados de aço inoxidável, titânio puro, liga de titânio ou ligas à base de cobalto, para serem usados como produtos semi-acabados na fabricação de implantes cirúrgicos.

NBRISO/IEC17025 – Requisitos gerais para competência de laboratórios de ensaio e calibração
Especifica os requisitos gerais para a competência em realizar ensaios e/ou calibrações, incluindo amostragem. Ela cobre ensaios e calibrações realizados utilizando-se métodos normalizados, métodos não normalizados e métodos desenvolvidos pelo laboratório

NBR19000 – Normas de gestão da qualidade e garantia da qualidade – diretrizes para seleção e uso.

NBR19001 – Sistemas de qualidade – modelo para garantia da qualidade em projetos/desenvolvimento, produção, instalação e assistência técnica.

NBR19002 – Sistemas da qualidade – modelo para garantia da qualidade em produção e instalação.

NBR19003 – Sistemas da qualidade – modelo para garantia da qualidade em inspeção e ensaios finais.

NBR19004 – Gestão da qualidade e elementos da qualidade – diretrizes.

NBRIEC60050(826) – Vocabulário eletrotécnico internacional – Capítulo 826: Instalações elétricas em edificações
Define termos relacionados a instalações, permanentes ou temporárias, de utilização de energia elétrica, em edificações para uso residencial, comercial, industrial, em locais de afluência de público e outros locais equivalentes.

NBRIEC60061-1 – Bases de lâmpadas, porta-lâmpadas, bem como gabaritos para o controle de intercambialidade e segurança – Parte 1: Bases de lâmpadas
Esta Norma contém as recomendações em relação às bases de lâmpadas normalmente utilizadas atualmente, bem como as respectivas folhas de Especificações destas bases.

NBRIEC60064 – Lâmpadas com filamento de tungstênio para uso doméstico e iluminação geral similar – Requisitos de desempenho
Aplica-se a lâmpadas incandescentes com filamento de tungstênio, para serviço de iluminação geral (SIG), atendendo os requisitos de segurança da NBR IEC 432-1.

NBRIEC60081 – Lâmpadas fluorescentes tubulares para iluminação geral
Estabelece requisitos para lâmpadas fluorescentes tubulares para iluminação geral. Ela contempla sete tipos de lâmpadas.

NBRIEC60188 – Lâmpadas a vapor de mercúrio de alta pressão
Estabelece métodos de ensaio para a determinação das características das lâmpadas a vapor de mercúrio de alta pressão, com ou sem revestimento fluorescente corretivo de vermelho, operando com tensão de alimentação em corrente alternada e com reator satisf

NBRIEC60335-2-27 – Segurança de aparelhos eletrodomésticos e similares – Parte 2-27: Requisitos particulares para aparelhos de exposição da pele à radiação ultravioleta e infravermelho
Trata da segurança de aparelhos elétricos que incorporam emissores para expor a pele à radiação ultravioleta, para uso doméstico ou similar, cuja tensão nominal não exceda 250 V para aparelhos monofásicos e 480 V para outros aparelhos.

NBRIEC60357 – Lâmpadas halógenas (exceto lâmpadas para veículos automotivos)
Especifica dimensões e características das lâmpadas halógenas. Não se aplica a lâmpadas para uso automotivo, aeronaves e aplicações similares.

NBRIEC60360 – Método-padrão para determinação da elevação da temperatura da base da lâmpada
Descreve método-padrão para a determinação da elevação de temperatura da base da lâmpada, que deve ser usado para verificar a conformidade de lâmpadas com filamento de tungstênio ou de lâmpadas a descarga, aos limites especificados.

NBRIEC60432-2 – Especificações de segurança para lâmpadas incandescentes Parte 2: Lâmpadas halógenas para uso doméstico e iluminação geral similar
Especifica os requisitos de segurança e os requisitos correspondentes de intercambeabilidade para lâmpadas halógenas incandescentes destinadas a substituir lâmpadas convencionais de filamento de tungstênio, bem como para novas lâmpadas halógenas que não t

NBRIEC60432-1 – Especificações de segurança para lâmpadas incandescentes – Parte 1: Lâmpadas com filamento de tungstênio para uso doméstico e iluminação geral similar
Especifica requisitos de segurança e intercambiabilidade para lâmpadas incandescentes com filamento de tungstênio para uso em iluminação geral.

NBRIEC60598-1 – Luminárias – Parte 1: Requisitos gerais e ensaios
Especifica os requisitos gerais para a classificação e marcação de luminárias, bem como para sua construção mecânica e elétrica, juntamente com os ensaios correspondentes. É aplicável a luminárias para uso com fontes elétricas de luz com tensões de alimen

NBRIEC60598-2-1 – Luminárias – Parte 2: Requisitos particulares – Capítulo 1: Luminárias fixas para uso em iluminação geral
Especifica os requisitos para luminárias fixas para uso em iluminação geral, com lâmpadas com filamento de tungstênio, fluorescentes tubulares e outras lâmpadas a descarga, em tensões de alimentação iguais ou inferiores a 1 000 V.

NBRIEC60598-2-19 – Luminárias – Parte 2: Requisitos particulares – Capítulo 19: Luminárias para sistemas de ar-condicionado (requisitos de segurança)
Especifica os requisitos de segurança para luminárias de ar-condicionado, para emprego com duto de ventilação ou espaço ventilado (plenum), a serem utilizadas com lâmpadas fluorescentes tubulares, em tensões de alimentação iguais ou inferiores a 1 000 V.

NBRIEC60601-2-6 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de equipamento de terapia por microondas
Estabelece as prescrições de segurança para o EQUIPAMENTO DE TERAPIA POR MICROONDAS utilizado na prática médica. Não se aplica ao EQUIPAMENTO especificado para hipertermia.

NBRIEC60601-2-10 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de equipamento para estimulação neuromuscular
Especifica as prescrições para segurança de EQUIPAMENTO para ESTIMULAÇãO NEUROMUSCULAR, para utilização na prática da medicina física.

NBRIEC60601-2-22 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para a segurança de equipamento terapêutico e de diagnóstico a laser
Especifica prescrições particulares para a segurança de EQUIPAMENTO A LASER para aplicações médicas classificado como PRODUTO A LASER DE CLASSE 3B ou PRODUTO A LASER DE CLASSE 4.

NBRIEC60601-3-1 – Equipamento eletromédico – Parte 3-1: Prescrições de desempenho essencial para equipamento de monitorização da pressão parcial transcutânea de oxigênio e de dióxido de carbono
Especifica prescrições essenciais para o desempenho de EQUIPAMENTO DE MONITORIZAÇãO DA PRESSãO PARCIAL TRANSCUTANEA DE OXIGèNIO E DE DIóXIDO DE CARBONO. Aplica-se a monitores transcutâneos destinados à utilização com adultos, crianças e recém nascidos, e

NBRIEC60601-2-38 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de camas hospitalares operadas eletricamente
Especifica prescrições para segurança de CAMAS HOSPITALARES OPERADAS ELETRICAMENTE para manter os RISCOS DE SEGURANÇA tão baixos quanto possível aos PACIENTES, OPERADORES e ambiente, e descrever ensaios para verificar que estas prescrições são atendidas.

NBRIEC60601-2-2 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares de segurança para equipamento cirúrgico de alta freqüência
Especifica requisitos relativos à segurança das UNIDADES ELETRO-CIRüRGICAS DE ALTA FREQÜèNCIA.

NBRIEC60601-2-31 – Equipamento elétromédico – Parte 2: Prescrições particulares para a segurança de marcapassos cardíacos externos com fonte de alimentação interna (NOTA:EMENDA INCORPORADA)
Especifica as prescrições particulares para a segurança de MARCAPASSOS CARDIACOS EXTERNOS, a partir de agora referido como EQUIPAEMTNO, energzado por uma FONTE DE ALIMENTAÇãO ELÉTRICA INTERNA.

NBRIEC60601-1-1 – Equipamento eletromédico – Parte 1: Prescrições gerais para segurança – 1. Norma colateral: Prescrições de segurança para sistemas eletromédicos (NOTA:EMENDA A INCORPORAR)
Descreve prescrições de segurança relativas aos SISTEMAS ELETROMEDICOS no intuito de possibilitar a proteção do PACIENTE, do OPERADOR e do ambiente.

NBRIEC60601-2-12 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de equipamento para ventilação pulmonar em utilização médica
Especifica as prescrições para segurança de VENTILADORES PULMONARES incorporando dispositivos elétricos projetados para uso médico.

NBRIEC60601-2-18 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares de segurança para equipamento de endoscopia
Especifica prescrições para a segurança dos EQUIPAMENTOS DE ENDOSCOPIA e dos instrumentos que deles fazem parte, utilizados para o diagnóstico médico e para os tratamentos nas cavidades do corpo.

NBRIEC60601-1 – Equipamentos eletromédico – Parte 1 – Prescrições gerais para segurança (NOTA:ERRATA E EMENDA A INCORPORAR)
Estabelece prescrições gerais para segurança de equipamento eletromédico e serve como base para prescrições de segurança de normas particulares.

NBRIEC60601-2-3 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para a segurança de equipamento de terapia por ondas curtas
Especifica prescrições para segurança do EQUIPAMENTO DE TERAPIA POR ONDAS CURTAS que tem uma POTENCIA DE SAIDA DECLARADA não excedendo 500 W.

NBRIEC60601-2-19 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de incubadoras para recém-nascidos (RN) (NOTA:EMENDA A INCORPORAR)
Especifica requisitos de segurança para INCUBADORAS que minimizem os riscos ao PACIENTE e ao USUARIO, e especificar os ensaios que possam verificar a conformidade com estes requisitos.

NBRIEC60601-2-24 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de bombas e controladores de infusão
Especifica as prescrições para bombas de infusão, controladores de infusão, bombas de seringa e bombas de infusão para utilização ambulatorial. Estes dispositivos são destinados para serem utilizados pelo corpo médico e pacientes em domicílio, de acordo c

NBRIEC60601-2-20 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de incubadoras de transporte (NOTA:EMENDA A INCORPORAR)
Especifica regras de segurança relativas às INCUBADORAS DE TRANSPORTE. Não se aplica a EQUIPAMENTOS que utilizem aquecedores radiantes.

NBRIEC60601-2-14 – Equipamento eletromédico Parte 2: Prescrições particulares para segurança de equipamento para eletroconvulsoterapia
Esta Norma Particular especifica as prescrições para segurança de equipamento para eletroconvulsoterapia.

NBRIEC60601-2-13 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de aparelhos de anestesia
Especifica prescrições de segurança para APARELHOS DE ANESTESIA que incorporam dispositivos elétricos para utilização médica. Prescrições não elétricas adicionais são cobertas por outras normas ISO ou equivalentes nacionais pertinentes. Esta Norma Particu

NBRIEC60601-1-4 – Equipamento eletromédico – Parte 1: Prescrições gerais para segurança 4. Norma Colateral: Sistemas eletromédicos programáveis
Especifica prescrições para o processo pelo qual um SEMP é projetado. Também serve como base para as prescrições das Normas Particulares, inclusive servindo como um guia para prescrições de SEGURANÇA para o propósito de redução e gerenciamento do RISCO.

NBRIEC60601-2-5 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de equipamentos por ultra-som para terapia
Especifica prescrições para a segurança de EQUIPAMENTO POR ULTRA-SOM PARA TERAPIA usado na prática médica. Não se aplica a EQUIPAMENTO no qual uma ferramenta é comandada por ULTRA-SOM (por exemplo, EQUIPAMENTO usado em cirurgia ou odontologia) ou no qual

NBRIEC60601-2-25 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de eletrocardiógrafos
Estabelece prescrições específicas para a segurança de ELETROCARDIOGRAFOS.

NBRIEC60601-2-30 – Equipamento eletromédico – Parte 2 – Prescrições particulares para a segurança de equipamento para monitorização automática e cíclica da pressão sangüínea indireta (não invasiva)
Aplica-se ao EQUIPAMENTO PARA MONITORIZAÇ+O AUTOMATICA E CICLICA DA PRESS+O SANGUINEA INDIRETA. Não se aplica a equipamentos de mecição de pressão sangüínea que utilizam transdutores de dedo ou a equiapemtnso de medição semi-automática da pressão sangüíne

NBRIEC60601-2-34 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para a segurança de equipamento para monitorização da pressão sangüínea direta (invasiva)
Especifica prescrições particulares para a segurança de EQUIPAMENTO PARA MONITORIZAÇãO DIRETA DA PRESSãO SANGÜINEA e prescrições de segurança elétrica para TRANSDUTORES COM PONTA EM CATETER.

NBRIEC60601-2-27 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para a segurança de equipamento para monitorização de eletrocardiograma
Especifica prescrições particulares para a segurança de EQUIPAMENTO PARA MONITORIZAÇãO DE ELETROCARDIOGRAMA (ECG), monitores de telemetria, monitores ambulatoriais (Holter) e outros dispositivos de registro estão fora do campo de aplicação desta norma par

NBRIEC60601-1-2 – Equipamento eletromédico – Parte 1: Prescrições gerais para segurança – 2. Norma colateral: Compatibilidade eletromagnética – Prescrições e ensaios
Especifica as regras gerais e os ensaios de COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA para os EQUIPAMENTOS e/ou SISTEMAS ELETROMÉDICOS, como também serve de base para possíveis prescrições e ensaios adicionais de COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA para as Normas Parti

NBRIEC60601-2-26 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de eletroencefalógrafos
Especifica prescrições particulares para a segurança de ELETROENCEFALOGRAFOS.

NBRIEC60601-2-40 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para segurança de eletromiógrafos e equipamento de potencial evocado
Estabelece prescrições para a segurança de eletromiógrafo e equipamento de potencial evocado.

NBRIEC60601-2-46 – Equipamento eletromédico – Parte 2-46: Prescrições particulares para segurança de mesas cirúrgicas
Especifica prescrições de segurança para mesas cirúrgicas.

NBRIEC60601-2-16 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para a segurança de equipamentos de hemodiálise
Especifica prescrições de segurança para PACIENTE único de EQUIPAMENTO DE HEMODIALISE.

NBRIEC60601-2-21 – Equipamento eletromédico – Parte 2: Prescrições particulares para a segurança de berços aquecidos para recém-nascidos (NOTA:EMENDA A INCORPORAR)
Estabelece prescrições particulares para segurança de BERÇOS AQUECIDOS PARA RECEM-NASCIDOS como definido na subcláusula 2.2.101.

NBRIEC60662 – Lâmpadas a vapor de sódio a alta pressão
Especifica características das lâmpadas a vapor de sódio a alta pressão, necessárias para assegurar intercambiabilidade e segurança, assim como procedimentos e condições de ensaio. As recomendações se aplicam somente aos ensaios de tipo. Especifica as dim

NBRIEC60809 – Lâmpadas de filamento para veículos automotivos – Requisitos dimensionais, elétricos e luminosos
Abrange lâmpadas de filamento para uso em faróis de neblina e em sinalização de veículos automotivos, e especifica os requisitos técnicos, com os métodos de ensaio, e os requisitos básicos de intercambiabilidade (dimensional, elétrica e luminosa). Aplica-

NBRIEC60810 – Lâmpadas para veículos automotivos – Requisitos de desempenho
Especifica os requisitos de desempenho e os métodos de ensaio para a determinação de características de desempenho, além disso, são fornecidas informações sobre os limites de temperatura, as máximas dimensões de contorno das lâmpadas de filamento e os sur

NBRIEC60898 – Disjuntores para proteção de sobrecorrentes para instalações domésticas e similares
Contém todos os requisitos necessários para assegurar conformidade das características de funcionamento exigidas para esses dispositivos pelos ensaios de tipo. Contém ainda os detalhes relativos às prescrições e métodos de ensaio necessários para assegura

NBRIEC60901 – Lâmpadas fluorescentes de base única – Prescrições de desempenho
Especifica requisitos de desempenho para lâmpadas fluorescentes de base única para serviços gerais de iluminação.

NBRIEC60947-2 – Dispositivos de manobra e comando de baixa tensão – Parte 2: Disjuntores (NOTA:ERRATA A INCORPORAR)
Aplica-se a disjuntores cujos contatos principais são previstos para serem conectados a circuitos com tensão nominal não superior a 1 000 V c.a. ou 1 500 V c.c.; contém também requisitos adicionais para disjuntores com fusíveis incorporados. Aplica-se a d

NBRIEC60983 – Lâmpadas miniaturas
Especifica requisitos para lâmpadas miniaturas, halógenas e não halógenas, de tensão nominal até 30 V e de potência nominal até 25 W. Abrange as lâmpadas para uso em veículos automotivos, não sujeitas à regulamentação e que, por essa razão, não estão incl

NBRIEC61167 – Lâmpadas a vapor metálico (halogenetos)
Especifica métodos de ensaio que devem ser usados para a determinação das características das lâmpadas a vapor metálico, de uma ou duas extremidades, para funcionamento em circuito de alimentação em c.a., de freqüência 50 Hz ou 60 Hz.

NBRIEC61195 – Lâmpadas fluorescentes de duas bases – Especificações de segurança
Especifica os requisitos de segurança para as lâmpadas fluorescentes de duas bases, para uso em iluminação geral, compreendendo todos os grupos possuindo bases Fa6, Fa8, G5, G13 e R17d. É especificado também o método recomendado ao fabricante para demonst

NBRIEC61199 – Lâmpadas fluorescentes de base única – Especificações de segurança
Especifica os requisitos de segurança para as lâmpadas fluorescentes de base única, para uso em iluminação geral, compreendendo todos os grupos que utilizam bases 2G7, 2GX7, GR8, G10q, GR10q, GX10q, GY10q, 2G11, G23, GX23, G24, GX32 e 2G13. É especificado

NBRIEC61689 – Ultra-som – Sistemas de fisioterapia – Prescrições para desempenho e métodos de medição na faixa de freqüências de 0,5 MHz a 5 MHz
É aplicável para equipamento ultra-sônico projetado para fisioterapia consistindo de um transdutor ultra-sônico gerando ondas contínuas ou quase contínuas de energia ultra-sônica em freqüências na faixa de 0,5 MHz a 5 MHz e especifica métodos de medição e