NBR14170 – Trens – Sistema de sonorização – Projeto
Fixa as condições exigíveis para a elaboração do projeto de sistema de sonorização para trens de passageiros.

NBR14171 – Forno industrial a gás – Requisitos de segurança
Estabelece requisitos para a operação, com segurança, de fornos empregados na indústria alimentícia, que utilizam gás como combustível. Aplica-se ao projeto de construção, instalação, operação e manutenção de fornos a gás de padarias, confeitarias, pizzar

NBR14172 – óleos derivados de petróleo e fluidos sintéticos – Determinação das características de emulsão (NOTA:ERRATA A INCORPORAR)
Prescreve o método para avaliar a capacidade que os óleos derivados de petróleo ou fluidos sintéticos possuem de se separar da água.

NBR14173 – óleos de motor – Determinação da viscosidade aparente entre -5 graus Celsius e -30 graus Celsius pelo simulador de partida a frio
Prescreve a determinação em laboratório da viscosidade aparente de óleos de motor em temperatura entre -5 graus Celsius e -30 graus Celsius, sob tensões de cisalhamento de aproximadamente 50 000 Pa a 100 000 Pa, taxas de cisalhamento de aproximadamente 10

NBR14174 – Instrumentais cirúrgico e odontológico de aço inoxidável – Orientações sobre cuidados, manuseio e estocagem
Fornece orientações sobre os procedimentos recomendados para recebimento, estocagem e manuseio de instrumentais cirúrgicos e odontológicos de aço inoxidável, a partir da saída da linha de produção, incluindo a comercialização e movimentação hospitalar ant

NBR14175 – Instrumentais cirúrgico e odontológico de aço inoxidável – Requisitos gerais
Estabelece requisitos gerais para instrumentos cirúrgicos e odontológicos fabricados em aço inoxidável.

NBR14176 – Couro – Determinação do teor de cromo solúvel
Prescreve o método para determinar o teor de cromo não ligado em couros.

NBR14177 – Tubo flexível metálico para instalações domésticas de gás combustível
Estabelece as características de construção e de instalação, além das especificações e métodos de ensaio, para tubos flexíveis metálicos para instalações domésticas de gás canalizado e/ou recipientes transportáveis de GLP com regulador de baixa pressão. A

NBR14178 – Velas pré-medidas – Requisitos
Fixa as condições mínimas exigíveis para aceitação dos produtos comercializados como velas pré-medidas, destinadas normalmente à iluminação e fins cerimoniais.

NBR14179 – Ocorrência ferroviária e metroviária – Boletim policial
Define o boletim de ocorrência para verificações específicas da área de Segurança Policial Ferroviária (BOSP – Boletim de Ocorrência de Segurança Policial).

NBR14180-7 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 7: Direção
Especifica o método de inspeção visual para motocicletas e assemelhados, pelo qual deve ser realizada a inspeção de segurança veicular, denominada nesta parte da norma de grupo 6 – Direção.

NBR14180-2 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 2: Identificação
Especifica o método de inspeção visual para motocicletas e assemelhados, pelo qual deve ser realizada a inspeção de segurança veicular, denominada nesta parte da norma de grupo 1 – Identificação.

NBR14180-8 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 8: Eixos e suspensão
Especifica o método de inspeção visual para motocicletas e assemelhados, pelo qual deve ser realizada a inspeção de segurança veicular, denominada nesta parte da norma de grupo 7 – Eixos e suspensão.

NBR14180-6 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 6: Freios
Especifica o método de inspeção visual e inspeção mecanizada para motocicletas e assemelhados, pelo qual deve ser realizada a inspeção de segurança veicular, denominada nesta parte da norma de grupo 5 – Freios.

NBR14180-11 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 11: Estação de inspeção de segurança veicular
Estabelece os requisitos mínimos relativos aos equipamentos e instalações de uma estação de inspeção de segurança veicular, relacionados à avaliação de motocicletas e assemelhados.

NBR14180-3 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 3: Equipamentos obrigatórios e proibidos
Especifica o método de inspeção visual para motocicletas e assemelhados, pelo qual deve ser realizada a inspeção de segurança veicular, denominada nesta parte da norma de grupo 2 – Equipamentos obrigatórios e proibidos.

NBR14180-10 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 10: Sistemas e componentes complementares
Especifica o método de inspeção visual para motocicletas e assemelhados, pelo qual deve ser realizada a inspeção de segurança veicular, denominada nesta parte da norma de grupo 9 – Sistemas e componentes complementares.

NBR14180-1 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 1: Diretrizes básicas
Estabelece as diretrizes básicas para a inspeção de segurança veicular para motocicletas e assemelhados, abrangendo os princípios, as obrigações e os controles básicos, que se aplicam às pessoas jurídicas envolvidas nessa inspeção.

NBR14180-5 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 5: Iluminação
Especifica o método de inspeção visual e inspeção mecanizada para motocicletas e assemelhados, pelo qual deve ser realizada a inspeção de segurança veicular, denominada nesta parte da norma de grupo 4 – Iluminação.

NBR14180-9 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 9: Pneus e rodas
Especifica o método de inspeção visual para motocicletas e assemelhados, pelo qual deve ser realizada a inspeção de segurança veicular, denominada nesta parte da norma de grupo 8 – Pneus e rodas.

NBR14180-4 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 4: Sinalização
Especifica o método de inspeção visual para motocicletas e assemelhados, pelo qual deve ser realizada a inspeção de segurança veicular, denominada nesta parte da norma de grupo 3 – Sinalização.

NBR14180-12 – Inspeção de segurança veicular – Motocicletas e assemelhados – Parte 12: Habilitação de inspetores de segurança veicular
Estabelece os requisitos mínimos relativos à habilitação da qualificação de inspetores de segurança veicular, vinculados a uma estação de segurança veicular, relacionados à avaliação de motocicletas e assemelhados.

NBR14181 – Pasta celulósica – Agua-padrão para ensaios físicos
Especifica os requisitos para água-padrão utilizada para o preparo de suspensões de pasta celulósica a serem avaliadas quanto às propriedades de drenabilidade, incluindo a refinação em laboratório. É aplicável a todos os tipos de pastas celulósicas.

NBR14182 – Desencalante – Determinação do poder temponante
Estabelece o método para determinar o poder tamponante em desencalantes.

NBR14183 – Carro metropolitano – Acomodação e capacidade de passageiros
Fixa as condições exigíveis para determinação do dimensionamento da capacidade de passageiros de um carro e estabelece as características dos níveis de acomodação padronizados no que se refere a lugares para passageiros sentados e áreas para passageiros

NBR14184 – Construção superior do calçado – Couraças e contrafortes – Determinação da espessura
Prescreve o método para determinar a espessura de couraças e contrafortes, por meio de apalpadores mecânicos.

NBR14185 – Construção superior do calçado – Couraças e contrafortes – Determinação da gramatura
Prescreve o método para determinar a massa por unidade de área de couraças e contrafortes em chapa.

NBR14186 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos de poliuretano – Verificação do envelhecimento por hidrólise
Prescreve o método para verificar o envelhecimento artificial, por meio de hidrólise, de laminados sintéticos fabricados com poliuretano, ou que tenham poliuretano na sua composição. Este método pode ser utilizado em conjunto com outros métodos, para veri

NBR14187 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Verificação do envelhecimento por calor
Prescreve o método para verificar o envelhecimento acelerado de laminados sintéticos através da ação de calor e circulação de ar. Este método pode ser utilizado em conjunto com outros métodos, para verificar se ocorrem alterações das propriedades físico-m

NBR14188 – Construção superior do calçado – Couraças e contrafortes – Determinação da adesão ao material do cabedal
Prescreve o método para determinar a adesão de couraças e contrafortes ao material do cabedal de calçados. Este método pode ser utilizado para fazer ensaios comparativos entre diferentes couraças ou contrafortes, para verificar se um determinado material

NBR14189 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Verificação do envelhecimento por calor
Prescreve o método para verificação do envelhecimento acelerado de solas, solados e materiais afins, através da ação de calor. Este método pode serutilizado em conjunto com outros métodos de ensaio, para verificar se ocorrem alterações das propriedades fí

NBR14190 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins, fabricados em poliuretano – Verificação do envelhecimento por hidrólise
Prescreve o método para verificação do envelhecimento artificial, por meio de hidrólise, de solas, solados e materiais afins, fabricados em poliuretano. Este método pode ser utilizado em conjunto com outros métodos, para verificar se ocorrem alterações da

NBR14191-1 – Segurança de máquinas – Redução dos riscos à saúde resultantes de substâncias perigosas emitidas por máquinas Parte 1: Princípios e especificações para fabricantes de máquinas
Descreve os princípios para o controle de riscos à saúde, resultantes da emissão de substâncias perigosas por máquina. Não se aplica a substâncias que oferecem risco à saúde unicamente por suas propriedades explosivas, inflamáveis e radiotivas, ou por seu

NBR14192 – Laca e ligante – Determinação do Tempo de escoamento através do copo Ford
Prescreve o método para determinação do tempo de escoamento através do copo Ford em lacas e ligantes.

NBR14193 – Fio de cobre nu de seção retangular – Especificação
Fixa as características de fios de cobre nu de seção retangular, para enrolamento. Excetuam-se os fios da classe B, de espessura inferior a 0,52 mm e relação largura/espessura superior a 30.

NBR14194 – Fio de alumínio esmalte de seção circular à base de poliuretano – Classe térmica 130 graus Celsius – Especificação
Fixa condições exigíveis para fio de alumínio para enrolamento, de seção circular, com isolação à base de poliuretano, classe térmica 130 graus Celsius, graus 1 e 2.

NBR14195 – Fio de alumínio esmaltado de seção circular, à base de poliéster modificado, recoberto com poliamidaimida – Classe térmica 200 graus Celsius – Especificação
Fixa condições exigíveis para fio de alumínio esmaltados para enrolamento, de seção circular, com isolação à base de poliéster modificada, recoberto com poliamidaimida, classe térmica 200 graus Celsius, graus 1 e 2.

NBR14196 – Fio de cobre esmaltado de seção circular à base de poliéster modificado, estanhável – classe térmica 180 graus Celsius – Especificação
Fixa condições exigíveis para fios de cobre esmaltado de seção circular, para enrolamento, com isolação à base de poliéster modificado, estanhável, classe térmica 180 graus Celsius, graus 1 e 2.

NBR14197 – Acumulador chumbo-ácido estacionário ventilado – Especificação
Fixa as características exigíveis para acumuladores chumbo-ácidos estacionários ventilados, utilizados como fonte de energia elétrica.

NBR14198 – Acumulador chumbo-ácido estacionário ventilado – Terminologia
Define os termos técnicos utilizados para acumuladores chumbo-ácidos estacionários ventilados.

NBR14199 – Acumulador chumbo-ácido estacionário ventilado – Ensaios
Prescreve os métodos de ensaio aplicáveis a todos os tipos de construções de acumuladores chumbo-ácido estacionário ventilado, excluindo aqueles para aplicação em sistemas fotovoltáicos.

NBR14200 – Acumulador chumbo-ácido estacionário ventilado para sistemas fotovoltáico – Ensaios
Prescreve os métodos de ensaio aplicáveis a todos os tipos de construções de acumuladores chumbo-ácido estacionários ventilados para aplicação em sistemas fotovoltáicos.

NBR14201 – Acumulador alcalino de níquel-cádmio estacionário – Especificação
Fixa as características exigíveis para acumuladores alcalinos de níquel-cádmio estacionários, tipo bolsa, recarregáveis utilizados como fonte de energia elétrica, excluindo os acumuladores regulados por válvula e aqueles para aplicação fotovoltáicos.

NBR14202 – Acumulador alcalino de níquel-cádmio estacionário – Ensaio
Prescreve os métodos de ensaio aplicáveis acumuladores alcalinos de níquel-cádmio estacionários tipo bolsa, excluindo os acumuladores regulados por válvula e aqueles para aplicação em sistemas fotovoltáicos.

NBR14203 – Acumulador alcalino de níquel-cádmio estacionário – Terminologia
Define os termos técnicos relacionados a acumuladores alcalinos de níquel-cádmio estacionários, tipo bolsa excluindo os regulados por válvula ou selados e aqueles para aplicação em sistemas fotovoltáicos.

NBR14204 – Acumulador chumbo-ácido estacionário regulado por válvula – Especificação
Fixa as características exigíveis para acumuladores chumbo-ácidos estacionários regulados por válvula, utilizados como fonte de energia elétrica.

NBR14205 – Acumulador chumbo-ácido estacionário regulado por válvula – Ensaios
Fixa as condições exigíveis para a execução dos ensaios em acumuladores chumbo-ácidos estacionários regulados por válvula, utilizados como fonte de energia elétrica, especificado na NBR14204.

NBR14206 – Acumulador chumbo-ácido estacionário regulado por válvula – Terminologia
Define os termos técnicos relacionados a acumuladores chumbo-ácidos estacionários regulados por válvulas.

NBR14207 – Boxes de banheiro, fabricados com vidro de segurança temperado – Projeto, Instalação e materiais utilizados (NOTA:ERRATA INCORPORADA)
Estabelece os requisitos mínimos, em termos de segurança para os materiais utilizados no projeto e na instalação de boxes de banheiro, fabricados a partir de painéis de vidro de segurança temperado, para uso em apartamentos, casas, hotéis e outras residên

NBR14208 – Tubo cerâmico com junta elástica tipos “E”, “K” e “O” – Especificação
Fixa as condições exigíveis para aceitação e/ou recebimento de tubos cerâmicos com junta elástica, tipos “E”, “K” e “O”, utilizados em canalizações de esgotos sanitários, despejos industriais e águas pluviais, que operam sob ação da gravidade.

NBR14209 – Tubo cerâmico com junta elástica tipos “E”, “K” e “O” – Verificação da estanqueidade das juntas e da permeabilidade dos tubos.
Prescreve o método de verificação da estanqueidade das juntas e da permeabilidade, sobre pressão hidrostática interna, em tubos cerâmicos com junta elástica tipos “E”, “K” e “O”.

NBR14210 – Tubo cerâmico com junta elástica tipos “E”, “K” e “O” – Verificação da resistência à compressão diametral
Prescreve o método de verificação da resistência à compressão diametral em tubos cerâmicos com junta elástica tipos “E”, “K” e “O”.

NBR14211 – Tubo cerâmico com junta elástica tipos “E”, “K” e “O” – Verificação dimensional
Prescreve o método de verificação dimensional em tubos cerâmicos com junta elástica tipo “E”, “K” e “O”.

NBR14212 – Tubo cerâmico com junta elástica tipos “E”, “K” e “O” – Determinação da resistência química das resinas de regularização da bolsa e da ponta
Prescreve o método para determinar a resistência química das resinas utilizadas na regularização das dimensões das bolsas e das pontas (juntas tipos “O” e “K”) dos tubos cerâmicos com junta elástica.

NBR14213 – Anel de borracha para junta elástica tipo “E” de tubos e conexões cerâmicos – Especificação
Fixa as condições exigíveis no recebimento de anéis de borracha destinados à execução da junta elástica tipo “E” de tubos e conexões cerâmicos.

NBR14214 – Anel de borracha para junta elástica tipo “O” de tubos e conexões cerâmicos – Especificação
Fixa as condições exigíveis no recebimento de anéis de borracha destinados à execução da junta elástica tipo “O” de tubos e conexões cerâmicos.

NBR14215 – Anel de borracha para juntas tipos “E” e “O” de tubos e conexões cerâmicos com junta elástica – Determinação da dureza
Prescreve o método para determinação da dureza em anéis de borracha para juntas tipos “E” e “O” de tubos e conexões cerâmicos com junta elástica.

NBR14216 – Anel de borracha para juntas tipos “E” e “O” de tubos e conexões cerâmicos com junta elástica – Determinação permanente à compressão
Prescreve o método para determinação da deformação permanente à compressão dos anéis de borracha para juntas tipo “E” e “O” de tubos e conexões cerâmicos com junta elástica.

NBR14217 – Anel de borracha para juntas tipos “E” e “O” de tubos e conexões cerâmicos com junta elástica – Determinação da variação da dureza com envelhecimento acelerado
Prescreve o método para determinação da variação da dureza dos anéis de borracha para juntas tipos “E” e “O” de tubos e conexões cerâmicos com junta elástica, submetidos a envelhecimento acelerado.

NBR14218 – Anel de borracha para juntas tipos “E” e “O” de tubos e conexões cerâmicos com junta elástica – Determinação do alongamento permanente à tração
Prescreve o método para determinação do alongamento permanente à tração em anéis de borracha para juntas tipos “E” e “O” de tubos e conexões cerâmicos com junta elástica.

NBR14219 – Fio de cobre e alumínio de seção circular, nu e esmaltado – Padronização de diâmetros e resistências elétricas
Padroniza os diâmetros preferenciais, os valores de resistência elétrica dos condutores, as dimensõoes dos fios esmaltados graus 1,2 e 3 e as dimensões dos fios com película aglutinável graus 1B e 2B.Deve ser utilizada em conjunto com as especificações qu

NBR14220-4 – Mancais de deslizamento – Buchas formadas Parte 4: Materiais
Aplica-se a materiais para mancais de deslizamento, tanto sólidos quanto multicamadas, tal como aqueles utilizados nas buchas formadas em conformidades com as NBR 14220-1 a NBR 14220-3.

NBR14220-3 – Mancais de deslizamento – Buchas formadas Parte 3: Furos de lubrificação e bolsa de lubrificação
Especifica furos de lubrificação, canais de lubrificação e bolsas de lubrificação para buchas formadas para mancais de deslizamento.

NBR14220-2 – Mancais de deslizamento – Buchas formadas Parte 2: Especificação em desenho para a medição dos diâmetros externo e interno
Estabelece a especificação em desenho para a medição dos diâmetros externos e internos de buchas formadas para mancais de deslizamento.

NBR14220-1 – Mancais de deslizamento – Buchas formadas Parte 1: Dimensões
Especifica as dimensões de buchas formadas para mancais de deslizamento.

NBR14221 – Isolador suporte cilíndrico de vidro ou porcelana – Unidades e colunas – Padronização de dimensões e características
Padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de isoladores suporte cilíndrico, com dielétricos de porcelana ou vidro, para utilização em sistemas de corrente alternada com tensão nominal superior a 1000 V e frequência abaixo de 100 Hz, pa

NBR14222 – Embalagem plástica para água mineral e de mesa – Garrafão retornável – Requisitos e métodos de ensaio
Estabelece os requisitos mínimos de qualidade para garrafão plático destinado ao acondicionamento de água mineral e de mesa, para uso em sistema retornável. Não se aplica aos garrafões com capacidade nominal de 10 L e 20 L.

NBR14223 – Componentes metálicos para calçados – Revestimentos protetores aplicados sobre peças injetadas de zamac e peças de aço – Determinação de grau de porosidade
Prescreve o método para determinar o grau de porosidade de revestimentos protetores aplicados sobre injetados de zamac e peças de aço.

NBR14224 – Componentes metálicos para calçados – Avaliação do grau de proteção obtido por camadas de vernizes aplicados sobre latão e prata
Prescreve o método para determinação do grau de proteção obtido por camadas de vernizes aplicados sobre peças de latão, cobre e prata, ou peças que possuam revestimentos destes.

NBR14225 – Fio de cobre esmaltado de seção retangular à base de poliimida – Classe térmica 220ºC – Especificação
Fixa as condições exigíveis para fios de cobre esmaltados para enrolamento, de seção circular, com isolação esmaltada à base de poliimida, classe térmica 220ºC, graus 2 e 4.

NBR14226 – Alumínio extrudado na liga 6061-T6 – Tubo redondo sem costura e trefilado para aplicação em ultraleves
Fixa condições exigíveis no fornecimento de produtos extrudados de alumínio na forma de tubos sem contura, trefilados, liga 6061 e têmpera T6, para aplicação em ultraleves.

NBR14227 – Alumínio extrudado – Liga 7075 para fins aeroespaciais
Fixa condições exigíveis no fornecimento de perfis, barras, tubos e vergalhões extrudados de alumínio para fins aeroespaciais na liga 7075.

NBR14228 – Tubos extrudados de alumínio para irrigação
Fixa condições mínimas exigidas para o fornecimento de tubos extrudados de alumínio e suas ligas, para condução de água a temperaturas não superiores a 38 graus Celsius, para utilização nos sistemas de irrigação.

NBR14229 – Alumínio e suas ligas – Tubos extrudados para fins estruturais
Fixa condições exigíveis no fornecimento de tubos de alumínio e suas ligas, indicados para usos em aplicações estruturais, tais como: estruturas para sinalização viária, postes e braços de postes, defensas em auto-estradas e pontes, uso geral em construçã

NBR14230 – Alumínio e suas ligas – Embalagem descartável para alimentos
Fixa condições exigíveis das folhas de alumínio e suas ligas para embalagens descartáveis para alimentos e padroniza estas embalagens.

NBR14231 – Tratamento de superfície do alumínio e suas ligas – Anodização do alumínio e suas ligas para fins técnicos – Anodização dura
Fixa os requisitos mínimos de qualidade e ensaios de conformidade, no tratamento de superfície do alumínio e suas ligas, das camadas anódicas para fins técnicos.

NBR14232 – Tratamento de superfície do alumínio e suas ligas – Anodização do alumínio e suas ligas para bens de consumo
Fixa os requisitos mínimos de qualidade e ensaios de conformidade de camadas anódicas para aplicações em bens de consumo.

NBR14233 – Implantes cirúrgicos – Materiais metálicos – Limpeza e decapagem de superfícies de titânio e de ligas de titânio
Estabelece procedimentos de limpeza e decapagem para a remoção de sujidades industriais comuns, óxidos e carepas, resultantes das operações de tratamento térmico, e de substâncias estranhas presentes como contaminantes de superfície durante o processament

NBR14234 – Produtos químicos para tratamento de água de abastecimento – Carvão antracitoso – Especificaçã e método de ensaio
Fixa as condições exigíveis e estabelece os métodos de ensaio para o fornecimento e recebimento do carvão antracitoso utilizado para tratamento de água de abastecimento público.

NBR14235 – óleos lubrificantes – Determinação das características espumantes
Prescreve o método para a determinação das características de formação de espuma em óleos lubrificantes, em uma temperatura especificada. São descritos meios empíricos para avaliar a tendência à formação e estabilidade da espuma.

NBR14236 – Produtos de petróleo e materiais betuminosos – Determinação do teor de água por destilação
Prescreve o método de determinação do teor de água, por destilação, em petróleos crus, alcatrão e produtos derivados.

NBR14237 – Pele e couro – Formulações dos meios de cultura para análise microbiológica
Prescreve as formulações dos meios de cultura para análise microbiológica (bactérias e fungos) em peles e couros.

NBR14238 – Pele e couro – Tomada do pedaço-de-prova para análise microbiológica – Procedimento
Fixa as condições exigíveis para a tomada do pedaço-de-prova em peles e couros, destinado à execução da análise microbiológica.

NBR14239 – Pele e couro – Contagem de bactérias totais e/ou halofílicas
Prescreve o método para quantificar bactérias totais e/ou halofílicas existentes em uma amostra de pele ou couro.

NBR14240 – Pele e couro – Verificação da presença de fungos
Prescreve o método para verificação da presença de fungos em couro.

NBR14241 – Cloreto de sódio para salga – Contagem de bactérias totais e/ou halofílicas
Prescreve o método para quantificar bactérias totais e/ou halofílicas existentes em uma amostra de cloreto de sódio (NaCl) utilizada no processo da salga.

NBR14242 – Banho residual e efluente líquido da indústria do couro – Determinação da demanda química de oxigênio (DQO) – Método de dicromatometria por refluxo aberto
Prescreve o método para a determinação da demanda química de oxigênio (DQO) através da dicromatometria por refluxo aberto em banhos residuais e efluentes líquidos da indústria do couro.

NBR14243 – Juntas de ferro fundido dúctil tipo “Gibault” – Requisitos
Especifica as dimensões e estabelece as condições mínimas exigíveis para fabricação, inspeção e aceitação de juntas de ferro fundido dúctil tipo “Gibault”, aplicáveis às tubulações de ferro fundido de diâmetros nominas 50 a 600, destinadas às canalizações

NBR14244 – Equipamento de irrigação mecanizada – Pivô central e lateral móvel provido de emissores fixos ou rotativos – Determinação da uniformidade de distribuição de água
Estabelece um método de determinação da uniformidade de distribuição de água no campo em equipamentos de irrigação por aspersão do tipo pivô central e lateral móvel, equipados com emissores do tipo fixos ou rotativos.

NBR14245 – Máquinas para couro e calçados – Manuais técnicos – Estruturação de conteúdos
Estabelece critérios para a estruturação de manuais técnicos de máquinas para couro e calçados, de modo a permitir uma redação uniforme e facilitar sua utilização pelas partes interessadas.

NBR14246 – Ligas de alumínio extrudados e/ou trefilados para usinagem
Fixa as condições exigíveis no fornecimento de barras e arames de ligas de alumínio extrudadas e/ou trefiladas para usinagem.

NBR14247 – Sulfetos – Processos de tratamento em efluentes de mineração
Especifica as características dos processos de remoção de sulfetos, visando fornecer subsídios a elaboração de projetos de tratamento de efluentes de mineração, atendendo aos padrões legais vigentes, condições de saúde ocupacional, segurança, operacionali

NBR14248 – Produtos de petróleo – Determinação do índice de neutralização – Método do indicador
Descreve o método de determinação de constituintes ácidos ou básicos em produtos de petróleos em geral, solúveis ou quase completamente solúveis em misturas de tolueno e álcool isopropílico. O método se aplica à determinação de ácidos e bases cujas consta

NBR14249 – Emulsão asfáltica catiônica – Determinação expedita da resistência à água (adesividade) sobre agregados graúdos (NOTA:EMENDA A INCORPORAR)
Descreve o método expedito para determinação da resistência à água (adesividade) do asfalto residual, proveniente da ruptura das emulsões asfálticas catiônicas aplicadas sobre agregados graúdos.

NBR14250 – Reguladores de pressão para cilindros de gases usados em solda, corte e processos afins – Requisitos e métodos de ensaio
Especifica as condições exigíveis e características principais dos reguladores de pressão de um e dos estágios, normalmente usados para gases comprimidos em cilindros com pressão até 20 MPa (200 bar) e para acetileno dissolvido também em cilindros.

NBR14251 – Material têxtil – Tecido plano para confecção de cortinas
Especifica as características e as condições necessárias para o tecido plano utilizado na coinfecção de cortinas de uso não institucional.

NBR14252 – Material têxtil – Tecido plano para revestimento de móveis
Especifica as características e as condições necessárias para os tecidos planos utilizados para decoração no revestimento de móveis de uso não institucional.

NBR14253 – Cargas perigosas – Manipulação em áreas portuárias – Procedimento
Estabelece um procedimento de segurança para a manipulação de cargas perigosas em áreas portuárias. Aplica-se à entrada e permanência de cargas perigosas nas áreas portuárias, tanto na embarcação quanto em terra. É aplicável a qualquer embarcação que atra

NBR14254 – Papel e cartão – Determinação da permeância ao ar (faixa média) – Método de ensaio
Descreve os requisitos básicos de aparelhos e procedimentos gerais para determiar a permeância ao ar (faixa média) de papel e cartão.

NBR14255 – Papel e cartão – Determinação da permeância ao ar – Método Bendtsen
Prescreve o método para determinar a permeância ao ar de papel e cartão pelo aparelho Bendtsen.

NBR14256 – Papel e cartão – Determinação da aspereza ou lisura (por fuga de ar) – Método geral
Descreve os requisitos básicos de aparelhos e procedimentos gerais para determinar a aspereza ou a lisura de papel e cartão. Nestes aparelhos, a fuga de ar é produzida entre o corpo-de-prova e uma superfície plana.

NBR14257 – Papel e cartão – Tubetes – Determinação da umidade – Método por secagem em estufa
Prescreve o método para determinar o teor de umidade de tubetes espirais ou paralelos, por secagem em estufa, no momento da amostragem. Pode ser usada para todos os tipos de tubetes, desde que, além da água, não contenham outras substâncias que possam ser

NBR14258 – Papel e cartão – Tubetes – Determinação das características de rotação concêntrica
Especifica um método para determinação das características de rotação concêntrica de tubetes espirais e paralelos com as seguintes características: espessura mínima de parede 5 mm e diâmetro externo mínimo 60 mm.

NBR14259 – Papel – Determinação da resistência ao esmagamento do anel (com prensa do tipo barra de flexão)
Descreve o método para determinar a resistência ao esmagamento do anel de papel com aparelho de compressão com dinamômetro de barra de flexão.

NBR14260 – Papel – Determinação da resistência ao esmagamento do anel (com prensa do tipo pratos rígidos)
Descreve o método para determinar a resistência ao esmagamento do anel de papel com prensa do tipo pratos rígidos.

NBR14261 – Solução arrefecedora para motor endotérmico, tipo A (monoetilenoglicol) e tipo B (monopropilenoglicol) – Requisitos e determinações das características
Especifica os requisitos exigíveis e os métodos para determinação das características das soluções arrefecedoras do tipo A (monoetilenoglicol diluído a 50% em volume) e do tipo B (monopropilenoglicol diluído a 50% em volume). Quando utilizado sem outras d

NBR14262 – Tubos de PVC – Verificação da resistência ao impacto
Prescreve o método de verificação da resistência ao impacto de tubos de PVC.

NBR14263 – Tubos e conexões de PVC – Verificação do comportamento ao escoamento cíclico de água em temperatura elevada
Prescreve o método pelo qual deve ser verificado o comportamento das tubulações de PVC, quando submetidas ao escoamento cíclico de água em temperatura elevada.

NBR14264 – Conexões de PVC – Verificação dimensional
Prescreve o método para verificação das seguintes dimensões das conexões de PVC: espessura de parede no corpo da conexão; espessura da parede na bolsa da conexão; espessura da parede no alojamento do anel de vedação da bolsa da conexão; profundidade da bo

NBR14265 – Conexões de PVC – Verificação do desempenho da junta soldável
Prescreve o método para verificação do desempenho de juntas soldáveis de conexões de PVC.

NBR14266 – Tubos de PVC com dupla parede – Verificação do comportamento ao calor
Prescreve o método para verificação do comportamento ao calor de tubos de PVC que tenham parede externa nervurada.

NBR14267 – Elementos de fixação – Peças roscadas com revestimentos de zinco por imersão a quente – Especificação
Fixa as condições exigíveis para elementos de fixação mecânicos, principalmente parafusos e porcas com rosca normal de M10 até M36, com revestimentos de zinco aplicado por imersão a quente, para as classes de resistência até 10.9 para parafusos, e classe

NBR14268 – Elemento de fixação – Parafusos auto-atarraxantes para concreto e alvenaria – Especificação
Fixa condições para parafusos auto-atarraxantes para aplicação em concreto e alvenaria. Não se aplica a elementos de fixação iguais ou semelhantes para aplicação em madeira, chapa de aço estrutural, etc.

NBR14269 – Elementos de fixação – Pregos de aço temperado para fixação em concreto e alvenaria – Especificação
Fixa as condições para pregos de aço temperado, fornecendo também suas aplicações mais comuns. Não se aplica a elementos de fixação sem tratamento térmico, iguais ou semelhantes para aplicação em madeira que segue a NBR 6627.

NBR14270 – Elementos de fixação – Buchas plásticas de expansão – Especificação
Fixa as condições exigíveis para buchas plásticas para fixação em alvenaria ou concreto.

NBR14271 – Elementos de fixação – Pino de fixação por carga explosiva – Especificação (NOTA:ERRATA INCORPORADA)
Fixa as condições exigíveis para pinos roscados ou não roscados acionados por caga explosiva, para fixações em concreto ou alvenaria.

NBR14272 – Tubos de PVC – Verificação da compressão diametral
Prescreve o método para verificação da resistência à compressão diametral de tubos de PVC.

NBR14273 – Acessibilidade da pessoa portadora de deficiência no transporte aéreo comercial
Estabelece os padrões e critérios que visam propiciar às pessoas portadoras de deficiência condições adequadas e seguras de acessibilidade autônoma ao espaço aeroportuário e às aeronaves das empresas de transportes aéreo público regular, regional e suplem

NBR14274 – Equipamento elétrico – Determinação da compatibilidade de materiais empregados com óleo mineral isolante
Descreve o método a ser adotado para a determinação da compatibilidade dos materiais empregados em equipamentos elétricos com óleo mineral isolante.

NBR14275 – Equipamento elétrico – óleo mineral isolante – Determinação do conteúdo de partículas
Descreve o método para determinação do conteúdo de partículas sólidas suspensas em óleos minerais isolantes, novos ou usados, em equipamentos elétricos, usando um contador automático de partículas.

NBR14276 – Programa de brigada de incêndio
Estabelece as condições mínimas para a elaboração de um programa de brigada de incêndio, visando proteger a vida e o patrimônio, bem como reduzir as conseqüências sociais do sinistro e dos danos ao meio ambiente. É aplicável em edificações industriais, co

NBR14277 – Campo para treinamento de combate a incêndio
Estabelece as condições mínimas para a padronização dos campos para treinamentos de combate a incêndio. É aplicável no treinamento de brigadas de incêndio, de bombeiros e outros profissionais inerentes à área de incêndio.

NBR14278 – Concreto projetado – Determinação da consistência através da agulha de Proctor
Descreve o método de ensaio para determinação da consistência do concreto projetado através da agulha de Proctor.

NBR14279 – Concreto projetado – Aplicação por via seca – Procedimento
Estabelece procedimentos mínimos a serem seguidos para aplicação de concreto projetado por via seca.

NBR14280 – Cadastro de acidente do trabalho – Procedimento e classificação
Fixa critérios para o registro, comunicação, estatística, investigação e análise de acidentes do trabalho, suas causas e conseqüências, aplicando-se a quaisquer atividades laborativas.

NBR14281 – Sinalização horizontal viária – Esferas de vidro – Requisitos
Especifica as características das esferas de vidro usadas em material para sinalização horizontal viária.

NBR14282 – Defensa metálica de perfis pintados
Especifica as características mínimas exigíveis no recebimento de defensas metálicas de perfis pintados.

NBR14283 – Resíduos em solos – Determinação da biodegradação pelo método respirométrico
Especifica o método respirométrico de Bertha para determinação do índice de biodegradação da matéria orgânica contida em resíduos a serem tratados em solos. Por meio deste método é possível: avaliar a tratabilidade de resíduos em solos; inferir as condiçõ

NBR14284 – Veículos rodoviários – Carroçaria – Reparação e pintura dos componentes
Estabelece princípios gerais para execução de reparação, substituição parcial ou total dos elementos de carroçaria e pintura a partir das características do veículo rodoviário. Não se aplica a veículos rodiviários com carroçaria de fiber-glass e alumínio.

NBR14285 – Perfil de PVC rígido para forros – Requisitos
Prescreve os requisitos exigíveis para as propriedades de perfis durante a fabricação, e fixa as condições de aceitação e recebimento de perfis de poli(cloreto de vinila), não plastificado – PVC rígido – empregados em forros de edificações residenciais e

NBR14286 – Perfil de PVC rígido para forros – Determinação da estabilidade de aspecto ao calor
Prescreve o método pelo qual deve ser feito o ensaio de verificação da mudança de aspecto em perfis de PVC rígido para forros.

NBR14287 – Perfil de PVC rígido para forros – Determinação da estabilidade dimensional
Prescreve o método pelo qual deve ser feito o ensaio de determinação da estabilidade dimensional em perfis de PVC rígido para forros.

NBR14288 – Perfil de PVC rígido para forros – Determinação da massa específica
Prescreve o método de determinação da massa específica de perfis de PVC rígido para forros por imersão.

NBR14289 – Perfil de PVC rígido para forros – Determinação da resistência ao impacto
Prescreve o método pelo qual deve ser feito o ensaio de determinação da resitência a impactos em perfis de PVC rígido para forros.

NBR14290 – Perfil de PVC rígido para forros – Determinação da planicidade
Prescreve o método pelo qual deve ser feito o ensaio de determinação da planicidade em perfis de PVC rígido para forros.

NBR14291 – Perfil de PVC rígido para forros – Determinação da estabilidade ao intemperismo provocado artificialmente
Prescreve o método para a determinação da estabilidade ao intemperismo provocado artificialmente, de maneira a avaliar mudanças produzidas em perfis de PVC por uma determinada exposição. Este ensaio apresenta os seguintes propósitos: obtenção dos resultad

NBR14292 – Perfil de PVC rígido para forros – Determinação da massa linear
Prescreve o método de determinação da massa linear em perfis de PVC rígido para forros.

NBR14293 – Perfil de PVC rígido para forros – Verificação do aspecto visual
Prescreve dois métodos para a verificação do aspecto visual em perfis de PVC rígido para forros: método A: com a utilização de câmara de luz; método B: com a utilização de espectrofotômetro.

NBR14294 – Perfil de PVC rígido para forros – Determinação do desvio de linearidade
Prescreve o método de determinação do desvio de linearidade em perfis de PVC rígido para forros.

NBR14295 – Perfil de PVC rígido para forros – Determinação do teor de cinzas
Prescreve o método para determinação de cinzas contidas em produtos de PVC, seja na forma de composto, ou de produto final (perfis para forros).

NBR14296 – Couro – Determinação de substâncias extraíveis com hexano
Prescreve o método para determinar o teor de substâncias extraíveis com hexano em couros, obtendo uma extração seletiva, evitando a extração de plastificantes, corantes e outros.

NBR14297 – Fechaduras de sobrepor externa para portas de enrolar – Requisitos
Fixa as condições mínimas exigíveis na fabricação, dimensionamento, segurança e funcionamento de fechadura de sobrepor externa para portas de enrolar.

NBR14298 – Sistemas fotovoltaicos – Banco de baterias – Dimensionamento
Fixa as condições para o dimensionamento de banco de baterias ácidas ou alcalinas (conjunto de acumuladores elétricos), para sistemas fotovoltaicos autonômos de uso terrestre, com perfil de consumo diário constante (dias idênticos).

NBR14299 – Sistemas de ramais prediais de água – Tubos de polietileno PE – Determinação da estabilidade dimensional
Prescreve o método para determinação da estabilidade dimensional em tubos de polietileno PE, destinados à execução de ramais prediais de água.

NBR14300 – Sistemas de ramais prediais de água – Tubos, conexões e composto de polietileno PE – Determinação do tempo de oxidação induzida
Prescreve o método para determinação do tempo de oxidação induzida em tubos, conexões e compostos de polietileno PE, destinados à execução de ramais prediais de água.

NBR14301 – Sistemas de ramais prediais de água – Tubos de polietileno PE – Determinação das dimensões
Prescreve o método para determinação das seguintes dimensões de tubos de polietileno PE, destinados à execução de ramais prediais de água: espessura em qualquer ponto ao longo do perímetro do tubo; diâmetro externo médio; diâmetro em qualquer ponto do per

NBR14302 – Sistemas de ramais prediais de água – Tubos de polietileno PE – Determinação da retração circunferencial
Prescreve o método para determinação da retração circunferencial em tubos de polietileno PE, destinados à execução de ramais prediais de água.

NBR14303 – Sistemas de ramais prediais de água – Tubos de polietileno PE – Verificação da resistência ao esmagamento
Prescreve o método para verificação da resistência ao esmagamento dos tubos de polietileno PE, destinados à execução de ramais prediais de água.

NBR14304 – Sistemas de ramais prediais de água – Tubos e conexões de polietileno PE – Determinação da densidade de plásticos por deslocamento
Prescreve o método para determinação da densidade de plásticos sólidos em forma de grãos, placas, barras, tubos ou produtos moldados. É aplicável a tubos e conexões de polietileno PE, destinados à execução de ramais prediais de água fria.

NBR14305 – Reator e ignitor para lâmpada a vapor metálico (halogenetos) – Requisitos e ensaios
Fixa as condições mínimas exigíveis que os reatores e ignitores para lâmpadas a vapor metálico (halogenetos), conhecidas como multivapores metálicos (MVM), devem obedecer e o método pelo qual devem ser ensaiados, de maneira a assegurar o correto desempenh

NBR14306 – Proteção elétrica e compatibilidade eletromagnética em redes internas de telecomunicações em edificações – Projeto
Fixa as condições exigíveis ao projeto e à instalação de sistemas de proteção elétrica e compatibilidade eletromagnética em redes internas de telecomunicações, em edificações atendidas por cabos telefônicos ou fios telefônicos externos. Aplica-se a todas

NBR14307 – Material têxtil – Tecido plano para camisas esporte e social
Especifica as características e as condições necessárias para o tecido plano utilizado na confecção de camisas para usos esportivo e social.

NBR14308 – Macho para roscar – Nomenclatura das principais formas e conceitos
Padroniza a nomenclatura das principais formas de machos para roscar usados para cortar roscas ISO, e conceitos para construção, fornecendo a equivalência dos termos nas línguas inglesa, francesa e espanhola. Serve para orientar o usuário e o fabricante d

NBR14309 – Tecnologia gráfica – Blanquetas para impressão em offset
Define o vocabulário e especifica métodos de ensaio, características e informações nos pedidos e etiquetagem de blanquetas para impressora offset. Não se aplica a blanquetas não tensionadas ou não adesivas para impressão em offset, nem a luvas de impressã

NBR14310 – Tecnologia gráfica – Chapas offset – Dimensões
Especifica a largura, o comprimento, a espessura, a perfuração e a identificação de chapas de impressão em offset (denominadas apenas “chapas offset” ou “chapas”). A sua finalidade é facilitar a melhor comunicação entre os fabricantes de chapas, de máquin

NBR14311 – Irrigação e drenagem – Tubos de PVC rígido DEFOFO PN 60, 80 e 125 com junta elástica, para sistemas permanentes de irrigação
Especifica as condições exigíveis para tubos de PVC rígido com diâmetros externos equivalentes aos dos tubos de ferro fundido (DEFOFO) e respectivas juntas elásticas, utilizados na condução e distribuição de água nos sistemas permanentes de irrigação ente

NBR14312 – Irrigação e drenagem – Tubos de PVC rígido com junta soldável ou elástica PN 40 e PN 80 para sistemas permanentes de irrigação
Especifica as condições exigíveis para tubos de PVC rígido e respectivas juntas soldáveis ou elásticas utilizadas na condução e distribuição de água nos sistemas permanentes de irrigação, enterrados ou não, sob pressão de serviço a 20ºC de 0,4 MPa para os

NBR14313 – Barreiras acústicas para vias de tráfego – Características construtivas
Estabelece as condições exigíveis para os materiais e para a instalação de barreiras acústicas em vias de tráfego. As barreiras acústicas, de acordo com esta Norma, são aplicáveis ao longo de vias de tráfego a serem construídas, ou já existentes, no invés

NBR14314 – Ligas de alumínio – Determinação de vanádio pelo método fotométrico
Prescreve o método de determinação de vanádio em ligas de alumínio em concentração de 0,002% a 0,16% pelo método fotométrico.

NBR14315 – Alumínio e suas ligas – Determinação de boro pelo método fotométrico com carmina
Prescreve o método de determinação de boro no alumínio e suas ligas em concentração de 0,005% a 0,060% pelo método fotométrico com carmina.

NBR14316 – Alumínio e suas ligas – Determinação de bismuto pelo método fotométrico (tiouréia/hidrazina)
Prescreve o método de determinação de bismuto no alumínio e suas ligas em concentração de 0,05% a 0,60% pelo método fotométrico (tiouréia/hidrazina).

NBR14317 – Alumínio e suas ligas – Determinação de bismuto pelo método fotométrico com tiouréia e ácido bórico
Prescreve o método de determinação de bismuto no alumínio e suas ligas em concentração de 0,05% a 1,0% pelo método fotométrico com tiouréia e ácido bórico.

NBR14318 – Produto de petróleo – Determinação do resíduo de carbono Ramsbottom
Prescreve o método de determinação quantitativa do resíduo de carbono deixado após evaporação e pirólise de um óleo e é utilizada para indicar a tendência à formação de coque. Este método é geralmente aplicado a produtos de petróleo relativamente não volá

NBR14319 – Papel, cartão e pasta celulósica – Determinação de cloretos solúveis em água – Método geral por potenciometria
Prescreve o método geral por potenciometria para a determinação de cloretos solúveis em água em papel, cartão e pasta celulósica.

NBR14320 – Papel, cartão e pasta celulósica – Determinação de cloretos solúveis em água – Método para produtos de alta pureza por potenciometria
Prescreve o método para produtos de alta pureza por potenciometria, para determinação de cloretos solúveis em água para cartões, pastas celulósicas e papéis para outros fins que não fins elétricos.

NBR14321 – Paredes de alvenaria estrutural – Determinação da resistência ao cisalhamento
Prescreve o método para a determinação da tensão convencional de cisalhamento da alvenaria e o seu módulo de deformação transversal, em paredes estruturais. Também se aplica a alvenarias executadas com blocos cerâmicos, blocos sílico-calcários, blocos de

NBR14322 – Paredes de alvenaria estrutural – Verificação da resistência à flexão simples ou à flexo-compressão
Prescreve o método para a verificação da resistência de paredes de alvenaria estrutural submetidas à flexo-compressão, constituída com blocos vazados de concreto. Também pode ser aplicada para outros tipos de blocos, como por exemplo: cerâmicos, sílico-ca

NBR14323 – Dimensionamento de estruturas de aço de edifícios em situação de incêndio – Procedimento
Fixa as condições exigíveis para o dimensionamento em situação de incêndio de elementos estruturais de aço, constituído por perfis laminados, perfis soldados não-híbridos, perfis formados a frio, de elementos estruturais mistos aço-concreto (vigas mistas,

NBR14324 – Tanque rodoviário – Formato geométrico
Especifica os formatos geométricos dos tanques rodoviários comumente utilizados no transporte.

NBR14325 – óleos com aditivos poliméricos – Determinação da estabilidade ao cisalhamento pelo método do injetor diesel
Descreve o método para a determinação da estabilidade ao cisalhamento de óleos com aditivos polimétricos. A estabilidade ao cisalhamento de óleos lubrificantes com aditivos poliméricos determinada por esta Norma permite conclusões sobre a perda permanente

NBR14326 – Elementos de fixação – Ferramentas atuadas por carga explosiva, para aplicação de pinos de aço em concreto, alvenaria ou aço estrutural – Formas, tipos e características
Classifica os diversos tipos de ferramentas atuadas por carga explosiva, segundo diversos critérios: tipos de carga explosivas, velocidade dos pinos, princípio de funcionamento, etc. Também padroniza as cargas e fornece dados sobre segurança de manuseio.

NBR14327 – Niples hidráulicos para lubrificação
Padroniza os niples para lubrificação, também conhecidos como graxeiras ou engraxadeiras do tipo de pnta cônica, próprios para a lubrificação com graxa por bombas manuais ou mangueiras condutoras de graxa sob pressão, destinada a máquinas em geral. Padron

NBR14328 – Embalagem plástica para água mineral e de mesa – Tampa para garrafão retornável – Requisitos e métodos de ensaio
Estabelece os requisitos mínimos de qualidade para a tampa plástica do garrafão destinado ao acondicionamento de água mineral e de mesa. Apesar de o garrafão ser uado em sistema retornável, a sua tampa plástica é um elemento descartável (de único uso).

NBR14329 – Cimento asfáltico de petróleo – Determinação expedita da resistência à água (adesividade) sobre agregados graúdos
Descreve o método expedito para determinação da resistência à água (adesividade) de cimento asfáltico de petróleo aplicado sobre agregados graúdos com e sem adição de Dope (aditivo melhorador de adesividade).

NBR14330 – Anteligas de alumínio – Especificação
Fixa as condições exigíveis para encomenda e fornecimento de anteligas de alumínio. Aplica-se na introdução de elementos de liga, tratamento de refino de grão e modificação nas ligas de alumínio.

NBR14331 – Alumínio e suas ligas – Chapas corrugadas (telhas)
Fixa as condições exigíveis para chapas corrugadas (telhas) de alumínio e suas ligas.

NBR14332 – Instrumentais cirúrgico e odontológico de aço inoxidável – Orientações sobre manuseio, limpeza e esterilização
Fornece orientações sobre os procedimentos e cuidados recomendados para o manuseio e para os processos de limpeza e esterilização de instrumentais cirúrgicos e odontológicos de aço inoxidável, incluindo a colocação em uso de materiais oriundos de estoque,

NBR14333 – Instrumental cirúrgico – Porta-agulha para microcirurgia – Requisitos e métodos de ensaio (NOTA:ERRATA A INCORPORAR)
Especifica requisitos e métodos de ensaio para porta-agulhas destinados a microcirurgias.

NBR14334 – Alumínio e suas ligas – Tubos estruturais para fins elétricos (barramentos tubulares)
Fixa as condições exigíveis no fornecimento de tubos de alumínio extrudados estruturais (SCHEDULE 40 e 80, conforme ANSI – H35.2) na liga 6101 (NBR 6834), têmpera T6, T61, T63 e T64 (ASTM B 317), para fins elétricos. Estes tubos são recomendados para apli

NBR14335 – Radiadores – Características de desempenho – Termos técnicos
Define os termos relativos às características de desempenho de radiadores dos tipos soldados, cravados e aparafusados, para veículos automotores, rodoviários, industriais e tratores agrícolas.

NBR14336 – Macho para roscar (manual) – Jogo de três peças – Rosca métrica ISO normal M 1 até M 68
Especifica as dimensões e demais condições dos machos para roscar, em jogo de três peças, sendo o primeiro inicial (V), o segundo intermediário (M) e o terceiro final (F), destinados à fabricação de roscas métricas ISO normal.

NBR14337 – Macho para roscar porcas – Rosca métrica ISO normal M 3 até M 68
Especifica as dimensões e demais condições dos machos para roscar porcas, destinados à fabricação de roscas métricas ISO normal.

NBR14338 – Macho para roscar à máquina, com haste reforçada – Rosca métrica ISO normal M 1 até M 10
Especifica as dimensões e demais condições dos machos para roscar à máquina, destinados a fabricação de roscas métricas ISO normal.

NBR14339 – Agua – Determinação do pH – Método eletrométrico
Especifica um método eletrométrico de determinação de pH em amostras de águas naturais, minerais e de mesa, de abastecimento, salinas, residuárias, efluentes domésticos e industriais.

NBR14340 – Agua – Determinação da condutividade e da resistividade elétrica
Especifica um método de determinação da condutividade e da resistividade elétrica em amostras de águas naturais e de abastecimento, salinas, minerais e de mesa, efluentes domésticos e industriais e água para fins reagentes.

NBR14341 – Água – Determinação de odor – Método de análise sensorial
Especifica um método de análise sensorial para determinação de odor em águas naturais, de abastecimento, minerais e de mesa.

NBR14342 – água – Determinação de manganês – Método colorimétrico do indicador PAN 1-(2-piridilazo)-2-naftol
Especifica um método colorimétrico do 1-(2-piridilazo)-2-naftol (PAN), para a determinação de manganês dissolvido e total na concentração a partir de 0,02 mg/L em amostras de água natural, mineral e de mesa, de abastecimento, efluentes domésticos e indust

NBR14343 – Bário solúvel – Processo de remoção em efluentes de mineração
Especifica as características de processo de remoção de bário solúvel em efluentes, visando fornecer subsídios à elaboração de projetos de tratamento de efluentes de mineração, atendendo aos padrões legais vigentes, condições de saúde ocupacional, seguran

NBR14344 – Pasta celulósica – Determinação da drenabilidade pelo aparelho Canadian Standard Freeness
Especifica um método para determinar a drenabilidade de suspensões aquosas de pastas celulósicas, pelo aparelho Canadian Standard Freeness (CSF). Aplica-se a todos os tipos de pastas celulósicas, quando em suspensão aquosa.

NBR14345 – Pasta celulósica – Refinação em laboratório – Método PFI
Especifica um método, utilizando o refinador PFI, para a refinação de pastas celulósicas em laboratório. Em princípio, é aplicável a todos os tipos de pastas celulósicas. Na prática, o método pode apresentar resultados não satisfatórios com certos tipos d

NBR14346 – Pasta celulósica – Refinação em laboratório – Método Jokro
Especifica um método, utilizando o refinador Jokro, para a refinação de plastas celulósicas em laboratório. Em princípio, é aplicável a todos os tipos de pastas celulósicas. Na prática, o método pode apresentar resultados não satisfatórios com certos tipo

NBR14347 – Pasta celulósica – Refinação em laboratório – Método Valley
Especifica um método, utilizando o refinador Valley, para a refinação de pastas celulósicas em laboratório. Em princípio, é aplicável a todos os tipos de pastas celulósicas. Na prática, o método pode apresentar resultados não satisfatórios com certos tipo

NBR14348 – Papel e cartão – Determinação do pH superficial – Método com eletrodo
Descreve um método para determinar o pH superficial, pela medida da concentração do íon hidrogênio da superfície do papel e cartão, sem destruição da amostra.

NBR14349 – União para mangueira de incêndio – Requisitos e métodos de ensaio (NOTA:ERRATA A INCORPORAR)
Fixa os requisitos mínimos exigíveis e estabelece os métodos de ensaio para uniões tipo engate rápido de empatação interna, nos diâmetros nominais de 40 mm e 65 mm, utilizadas em mangueira de incêndio.

NBR14350-1 – Segurança de brinquedos de playground – Parte 1: Requisitos e métodos de ensaio (NOTA:ERRATA INCORPORADA)
Estabelece requisitos mínimos de segurança que visam evitar os perigos apresentados por equipamentos para brincar, projetados para instalação permanente ao ar livre, sem sistema motriz.

NBR14350-2 – Segurança de brinquedos de playground – Parte 2: Diretrizes para elaboração de contrato para aquisição/fornecimento de equipamento de playground
Estabelece diretrizes para a elaboração de contrato para aquisição/fornecimento de equipamento de playground.

NBR14351 – Papel e cartão – Tubetes – Determinação da resistência à compressão plana
Especifica um método para determinação da resistência máxima à compressão plana de tubetes.

NBR14352 – Seringas de plástico estéreis, de uso único, com ou sem agulha, para insulina
Fixa as condições exigíveis para as seringas de plástico estéreis, de uso único, com ou sem agulha, para insulina. Não contempla as seringas hipodérmicas, odontológicas, veterinárias e outros tipos especiais.

NBR14353 – Veículos rodoviários – Veículos motorizados equipados com sistema antibloqueio de frenagem – Medida do desempenho do freio
Define as exigências de desempenho para sistemas de freio com dispositivo antibloqueio, instalados em veículos rodoviários. Em adição, veículos automotores que são autorizados a tracionar um veículo rebocado e reboques equipados com sistema de freio a ar

NBR14354 – Veículos rodoviários – Distrituição de frenagem entre os eixos veiculares e requisitos para compatibilidade entre veículos rebocadores e reboques
Especifica a distribuição de frenagem entre os eixos veiculares e os requisitos para compatibilidade entre os veículos de tração e os rebocados.

NBR14355 – Vidros para móveis – Terminologia, classificação e defeitos
Define os termos aplicáveis e classifica os produtos de vidro em chapas e acessórios usados na indústria moveleira.

NBR14356 – Nãotecido – Determinação da alteração dimensional
Especifica um método para determinar a alteração dimensional de nãotecidos após lavagem doméstica, imersão em água e exposição ao calor seco.

NBR14357 – Macho para roscar à máquina, com haste passante – Rosca métrica ISO normal M 1,6 até M 68.
Especifica a dimensões e demais condições do macho para roscar à máquina, com haste passante, destinados à fabricação de roscar métricas ISO normal.

NBR14358 – Produtos de petróleo – Cálculo do índice de viscosidade a partir da viscosidade cinemática
Prescreve o procedimento para o cálculo do índice de viscosidade de produtos de petróleo, tais como óleos lubrificantes e correlatos, a partir de suas viscosidades cinemáticas a 40ºC e 100ºC.

NBR14359 – Produtos de petróleo – Determinação da corrosividade – Método da lâmina de cobre
Estabelece o método para determinação da corrosividade ao cobre em gasolina de aviação, combustível para turbina de aviação, gasolina automotiva, gasolina natural ou outros hidrocarbonetos cuja pressão de vapor Reid seja menor que 124 kPa (18 psi), solven

NBR14360 – Fio de alumínio nu de seção retangular – Especificação
Fixa as características de fios de alumínio nu de seção retangular, recozidos, para enrolamento. Excetuam-se os fios de espessura inferior a 0,52 mm e relação largura/espessura superior a 30.

NBR14361 – Tanante – Determinação do teor de sóllidos insolúveis – Método a vácuo
Prescreve o método para determinar o teor de sólidos insolúveis em tanantes, pelo método a vácuo, no estado sólido ou líquido.

NBR14362 – Tanante – Determinação do teor de sólidos solúveis – Método por gravidade
Prescreve o método para determinar o teor de sólidos solúveis em tanantes, pelo método por gravidade, no estado sólido ou líquido.

NBR14363 – Banho residual e efluente líquido – Determinação do teor de sólidos totais, totais fixos e totais voláteis
Prescreve o método de determinação do teor de sólidos totais, totais fixos e totais voláteis em banhos residuais e efluentes líquidos.

NBR14364 – Elevadores e escadas rolantes – Inspetores de elevadores e escadas rolantes – Qualificação
Estabelece as exigências para a qualificação e atividades de inspetores e supervisores que realizam inspeção e ensaios de elevadores, escadas rolantes e equipamentos afins.

NBR14365 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Comportamento ao flexionamento contínuo
Prescreve o método para avaliação do comportamento ao flexionamento contínuo de laminados sintéticos utilizados em cabedais de calçados. Este método é válido apenas para materiais que possam ser fixados ao aparelho sem que sejam forçados, proporcionando q

NBR14366 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Determinação da resistência ao rasgamento por agulha
Prescreve método para determinação da resistência ao rasgamento por agulha de laminados sintéticos utilizados em calçados.

NBR14367 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Resistência do acabamento à fricção com tecido
Prescreve método para determinação da resistência do acabamento ou da camada superficial de laminados sintéticos à fricção, utilizando-se para isto um elemento abrasivo tecido. Este método determina a ocorrência de manchamento do elemento abrasivo e/ou al

NBR14368 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Resistência do acabamento à fricção com borracha
Prescreve método para determinação da resistência do acabamento ou da camada superficial de laminados sintéticos à fricção, utilizando-se para isto uma peça de borracha nitrílica como elemento abrasivo. Este método de ensaio determina a ocorrência da late

NBR14369 – Componentes metálicos para calçados – Determinação da resistência ao fosqueamento de peças niqueladas com verniz
Prescreve método para determinação do grau de proteção de camadas de verniz aplicadas sobre peças niqueladas para calçados, avaliando-se a perda de brilho (fosqueamento) dos revestimentos das peças, ocasionada pelo ácido fórmico.

NBR14370 – Componentes metálicos para calçados – Determinação da presença de níquel superficial
Prescreve o método para determinação da presença de níquel superficial dos componentes metálicos para calçados. O níquel superficial, quando em contato direto com a pele, pode causar fortes irritações nela, em pessoas alérgicas.

NBR14371 – Forros de PVC rígido para instalação em obra – Procedimento
Defini condições mínimas exigíveis a serem respeitadas para a intalação em obra de forros de PVC rígido. Abrange instalação do sistema de sustentação do forro e instalação do forro de PVC rígido. Aplica-se a forros constituídos por perfis de PVC rígido, s

NBR14372 – Equipamentos de proteção respiratória – Respirador de linha de ar comprimido para uso com peça facial inteira ou semifacial
Especifica os requisitos mínimos para os respiradores de linha de ar comprimido para uso com peças faciais inteiras ou semifaciais. Os respiradores de fuga, de mergulho e os usados nas operações de jateamento não são abrangidos por esta norma. Para avalia

NBR14373 – Estabilizadores de tensão de corrente alternada – Potências até 3 kVA
Fixa as características mínimas exigíveis de desempenho e segurança para estabilizadores de tensão monofásicos, com saída de tensão alternada, com tensão nominal até 250 V em potências de até 3 kVA, destinados a equipamentos eletrônicos. Exemplos de equip

NBR14374 – Couto – Determinação do teor de água
Estabelece o método para determinar o teor de água em couro.

NBR14375 – Veículos rodoviários – Sistema da embreagem – Critério de pontuação para avaliação subjetiva veicular
Padroniza o critério de avaliação subjetiva do sistema da embreagem para veículos rodoviários automotores, utilizada em novos desenvolvimentos e na avaliação comparativa de produtos.

NBR14376 – Emulsões asfálticas – Determinação do resíduo asfáltico por evaporação – Método expedito
Determina a quantidade de material asfáltico contido em uma emulsão asfáltica. Pode ser empregada para todas as emulsões asfálticas.

NBR14377 – Instrumental cirúrgico – Facas e escalpelos – Requisitos e métodos de ensaio
Especifica requisitos e métodos de ensaio para facas e escalpelos de aço inoxidável, constituídos de uma única peça dotada de superfície(s) de corte, destinados a secionar tecidos moles.

NBR14378 – Fio de cobre esmaltado de seção circular à base de poliéster modificado, recoberto com poliamida estanhável – Classe térmica 180ºC – Especificação
Fixa as condições exigíveis para fios de cobre esmaltado de seção circular, para enrolamento, com isolação à base de poliéster modificado recoberto com poliamida, estanhável, classe térmica 180ºC, graus 1, 2 e 3.

NBR14379 – Fio de cobre esmaltado de seção circular, à base de poliéster modificado e aglutinável – Classe térmica 155ºC – Especificação
Fixa as condições exigíveis para fios de cobre esmaltados de seção circular, para enrolamento, com isolação à base de poliéster modificado e com película aglutinável, classe térmica 155ºC, graus 1B e 2B.

NBR14380 – Pasta celulósica – Preparação de folhas em laboratório para ensaios físicos – Método Rapid-Kõthen
Especifica um método, usando um formador de folhas Rapid-Kõthen, para preparação de folhas de pastas celulósicas em laboratório, visando a realização de ensaios físicos subseqüentes nestas folhas para estimar as propriedades relevantes da pasta celulósica

NBR14381 – Pasta celulósica – Determinação do teor de ferro – Método por colorimetria com 1,10-fenantrolina e método de absorção atômica
Especifica dois métodos para a determinação do teor de ferro em pasta celulósica, denominados método por colorimetria com 1,10-fenantrolina (método A) e método por espectrofotometria de absorção atômica de chama (método B), pdendo ser aplicada a todos os

NBR14382 – Pasta celulósica – Determinação do teor de cobre – Método por extração e colorimetria e método de absorção atômica
Especifica dois métodos para a determinação do teor de cobre em pasta celulósica, denominados método por extração e colorimetria (método A) e método por espectrofotometria de absorção atômica de chama (método B), podendo ser aplicada a todos os tipos de p

NBR14383 – Papel, cartão e pasta celulósica – Determinação da condutividade de extratos aquosos
Especifica o método para determinação da condutividade de extratos aquosos de papel, cartão e pasta celulósica. Estes extratos podem ser preparados por método a quente ou a frio. É aplicável a todos os tipos de papel, cartão e pastas celulósicas, exceto a

NBR14384 – Pasta celulósica – Determinação do teor de manganês – Método por colorimetria com periodato de sódio e método de absorção atômica
Especifica dois métodos para a determinação do teor de manganês em pasta celulósica, denominados método por colorimetria com periodato de sódio (método A) e método por espectrofotometria de absorção atômica de chama (método B), podendo ser aplicada a todo

NBR14385 – Pasta celulósica – Determinação do teor de magnésio – Método de absorção atômica
Especifica o método para determinação do teor de magnésio em pasta celulósica, por espectrofotometria de absorção atômica de chama. Pode ser aplicada a todos os tipos de pasta celulósica, exceto aquelas que contenham talco.

NBR14386 – Pasta celulósica – Determinação do teor de cálcio – Método volumétrico com EDTA e método de absorção atômica
Especifica dois métodos para a determinação do teor de cálcio em pasta celulósica, denominados método volumétrico com EDTA (método A) e método por espectrofotometria de absorção atômica de chama (método B), podendo ser aplicada a todos os tipos de pasta c

NBR14387 – Alumínio primário em lingotes para refusão – Requisitos
Fixa as condições exigíveis para encomenda e fornecimento de alumínio primário em lingotes. Aplica-se a lingotes primários para refusão.

NBR14388 – Papel, cartão e pasta celulósica – Determinação do teor de cádmio – Método de absorção atômica
Especifica o método para a determinação de traços de cádmio, por espectrofotometria de absorção atômica. Pode ser aplicada a todos os tipos de papel, cartão e pasta celulósica, incluindo produtos contendo fibras recicladas, que podem ser submetidos a um p

NBR14389 – Segurança de carrinhos para crianças
Estabelece requisitos mínimos de segurança que visam evitar os perigos apresentados por carrinhos para crianças.

NBR14390 – Misturador para lavatório – Requisitos e métodos de ensaio (NOTA:EMENDA A INCORPORAR)
Estabelece os requisitos relativos ao projeto, fabricação e desempenho, bem como os métodos de ensaio dos misturadores de lavatório destinados a instalações hidráulicas prediais de água quente e fria, com a função de permitir abertura, fechamento e mistur

NBR14391 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação da resistência ao rasgamento por agulha
Prescreve o metodo para determinar a resistencia ao rasgamento por agulha de solas, solados e materiais agins.

NBR14392 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais agins – Determinação da solidez da cor à luz natural, ao calor e ao calor após exposição à luz natural
Prescreve o método para determinação da solidez da cor à luz natural (método A), ao calor (método B) e ao calor após exposição à luz natural (método C), de solas, solados e materiais afins.

NBR14393 – Emulsões asfálticas – Determinação da peneiração
Estabelece o procedimento para determinação da peneiração de emulsões asfálticas.

NBR14394 – Macho para roscar à máquina, com haste passante – Rosca métrica ISO fina M 1,6 até M 52
Especifica as dimensões e demais condições dos machos para roscar à máquina, com haste passante, destinados à fabricação de roscas métricas ISO fina, conforme DIN 13 Teil 2 a Teil 9.

NBR14395 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação do teor de substâncias extraíveis com solventes
Prescreve o método para determinar o teor de substâncias extraíveis com solventes, contidas no composto de solas, solados e materiais afins. Este ensaio fornece como resultado a quantidade combinada de óleos plastificantes, antioxidantes e outros produtos

NBR14396-1 – Próteses parcial e total de articulação de quadril – Parte 1: Determinação de resistência à fadiga de hastes femorais sem aplicação de torção
Descreve um método de ensaio para a determinação das propriedades de resistência à fadiga, sob condições laboratoriais especificas, de hastes femorais de próteses total de articulação de quadril e de hastes femorais usadas isolamente na substituição parci

NBR14396-2 – Próteses parcial e total de articulação de quadril – Parte 2: Resistência à fadiga de hastes femorais sem aplicação de torção
Especifica os desempenhos de fadiga de hastes femorais de próteses total de articulação de quadril e de hastes usadas isoladamente em substituição parcial de articulação de quadril, quando deteminados sob condições laboratoriais especiuficas por um método

NBR14397 – Tecnologia gráfica – Envelopes – Especificação de envelopes para insersoras automáticas
Especifica os padrões de qualidade de envelopes utilizados em insersoras automáticas e classifica tipos de fechamento, de solapas e os requisitos das matérias-primas utilizadas.

NBR14398 – Implantes para cirurgia – Próteses ortopédicas de articulação – Requisitos básicos
Especifica requisitos básicos para próteses de articulações parcial e total usadas em cirurgia ortopédica, incluindo aquelas tais como: próteses de articulação de quadril; próteses de articulação de joelho; próteses de articulação de tornozelo; próteses d

NBR14399 – Cal hidratada para argamassas – Determinação da água da pasta de consistência normal
Prescreve o método para a determinaçào da água que confere consistência normal à pasta de cal hidratada.

NBR14400 – Veículo rodoviários – Dispositivos de retenção para crianças – Requisitos de segurança
Estabelece os requisitos de segurança para projeto, construção e instalação de dispositivos de retenção para crianças em veículos rodoviários com três ou mais rodas, com o objetivo de reduzir os riscos de lesões corporais em casos de colisão do veículo. O

NBR14401 – Conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos – Especificação
Estabelece os requisitos mínimos funcionais e de desempenho de um conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14402 – Conjunto de emenda aéreo para cabos ópticos – Especificação
Estabelece os requisitos mínimos funcionais e de desempenho de conjunto de emenda aéreo para cabos ópticos.

NBR14403 – Conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos – Imersão em água – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de imersão em água em conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14404 – Conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos – Impacto – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de impacto em conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14405 – Conjunto de emenda para cabos ópticos (aéreo e subterrâneo) – Flexão – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de flexão em conjunto de emenda aéreo e subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14406 – Conjunto de emenda para cabos ópticos (aéreo e subterrâneo) – Torção – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de torção em conjunto de emenda aéreo e subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14407 – Conjunto de emenda para cabos ópticos (aéreo e subterrâneo) – Pressão – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de pressão em conjunto de emenda aéreo e subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14408 – Conjunto de emenda para cabos ópticos (aéreo e subterrâneo) – Vibração – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de vibração em conjunto de emenda aérea e subterrânea para cabos ópticos.

NBR14409 – Conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos – Compressão – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de compressão em conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14410 – Conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos – Capacidade de drenagem de corrente – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de capacidade de drenagem de corrente em conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14411 – Conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos – Resistência ao ataque químico – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de resistência ao ataque químico em conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14412 – Conjunto de emenda para cabos ópticos (aéreo e subterrâneo) – Tração – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de tração em conjunto de emenda aéreo e substerrâneo para cabos ópticos.

NBR14413 – Conjunto de emenda aéreo para cabos ópticos – Variação de temperatura – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de variação de temperatura em conjunto de emenda aéreo para cabos ópticos.

NBR14414 – Conjunto de emenda aéreo para cabos ópticos – Intemperismo acelerado – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de intemperismo acelerado em conjunto de emenda aéreo para cabos ópticos.

NBR14415 – Conjunto de emenda para cabos ópticos (aéreo e subterrâneo) – Variação da atenuação após acomodação da fibra no estojo – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de variação da atenuação após acomodação da fibra no estojo em conjunto de emenda aéreo e subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14416 – Conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos – Variação de temperatura – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de variação de temperatura em conjunto de emenda subterrâneo para cabos ópticos.

NBR14417 – Reatores eletrônicos alimentados em corrente alternada para lâmpadas fluorescentes tubulares – Prescrições gerais e de segurança
Especifica as prescrições gerais e de segurança para reatores eletrônicos alimentados em corrente alternada com tensões até 1 000 V a 50 Hz ou 60 Hz, com freqüências de funcionamento diferentes da freqüência de alimentação, para utilização com lâmpadas fl

NBR14418 – Reatores eletrônicos alimentados em corrente alternada para lâmpadas fluorescentes tubulares – Prescrições de desempenho
Especifica as prescrições de desempenho para reatores eletrônicos alimentados em corrente alternada com tensões até 1 000 V a 50 Hz ou 60 Hz, com freqüências de funcionamento diferentes da freqüência de alimentação, para utilização com lâmpadas fluorescen

NBR14419 – Couro – Determinação da resistência ao ataque fúngico por plaqueamento
Prescreve o método de determinação da resistência ao ataque fúngico em couro por plaqueamento.

NBR14420 – Couro – Determinação da resistência ao ataque fúngico por exposição em câmara tropical
Prescreve o método de determinação da resistência ao ataque fúngico em couro, por exposição em câmara tropical.

NBR14421 – Cabos telefônicos – Dispositivo de terminação de rede (DTR) – Método de ensaio
Prescreve os métodos de ensaio aplicáveis ao dispositivo de terminação de rede (DTR).

NBR14422 – Fibra ópticas – Determinação dos parâmetros geométricos da fibra óptica – Método de ensaio
Prescreve os método utilizados para determinação dos parâmetros geométricos da fibra óptica. Estes métodos são o método por campo próximo refratado (RNF) e o método por imagem do campo próximo transmitido (TNFI), também conhecido por método por análise de

NBR14423 – Cabos telefônicos – Terminal de acesso de rede (TAR) – Requisitos de desempenho
Especifica os requisitos mínimos e estabelece os critérios para comprovação de conformidade do terminal de acesso de rede (TAR) aplicado em postes, em fachadas de edifícios ou agregado aos conjuntos de emenda aérea através de um compartimento próprio e in

NBR14424 – Cabos telefônicos – Dispositivo de terminação de rede (DTR) – Requisitos de desempenho
Especifica os requisitos mínimos e estabelece os critérios para comprovação de conformidade do dispositivo de terminação de rede (DTR), utilizado no ponto de terminação de rede.

NBR14425 – Cabos telefônicos – Terminal de acesso de rede (TAR) – Método de ensaio
Prescreve os método de ensaio aplicáveis ao terminal de acesso de rede (Tar).

NBR14426 – Macho para roscar (manual) – Jogo de duas peças – Rosca métrica ISO fina M 1 até M 52
Especifica as dimensões e demais condições de macho para roscar (manual), jogo de duas peças, sendo macho inicial (V) e final (F), destinados à fabricação de roscas métricas ISO fina M 1 até M 52, conforme DIN Teil 2 a 9.

NBR14427 – Macho para roscar à máquina com haste passante – Roscas para tubos G 1/16 até G 2 e Rp 1/16 até Rp 2
Especifica as dimensões e demais condições e demais condições dos machos para roscar a máquina, usados para a fabricação de roscas não vedantes (abreviação G), e de roscas vedantes Whitworth (abreviação Rp), para tubos e conexões.

NBR14428 – Dispositivos de sinalização viária – Pórticos e semipórticos de sinalização vertical zincados – Princípios para projeto
Estabelece os princípios gerais para o projeto, montagem, proteção e manutenção de pórticos e semipórticos de sinalização vertical viária, utilizados para fixação de placas de sinalização aérea e painéis de mensagem variável.

NBR14429 – Dispositivos de sinalização viária – Pórticos e semipórticos de sinalização vertical, zincados por imersão a quente – Requisitos
Requisitos mínimos exigíveis para o recebimento de pórticos e semipórticos metálicos de sinalização vertical viária, zincados por imersão a quente.

NBR14430 – Papel e papelão isolante elétrico – Determinação da condutividade do extrato orgânico – Método de ensaio
Descreve o método de ensaio para a determinação da condutividade do extrato orgânico (tricloroetileno) de papel ou papelão isolante elétrico.

NBR14431 – Próteses e órteses – Requisitos gerais para marcação, embalagem e rotulagem de componentes
Especifica os requisitos gerais para marcação, embalagem e rotulagem de componentes para órteses e próteses ortopéticas, fornecidas na condição de peças pré-fabricadas.

NBR14432 – Exigências de resistência ao fogo de elementos construtivos de edificações – Procedimento
Estabelece as condições a serem atendidas pelos elementos estruturais e de compartimentação que integram os edifícios para que, em situação de incêndio, seja evitado o colapso estrutural. Para os elementos de compartimentação, devem ser atendidos requisi

NBR14433 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Especificação
Fixa as condições mínimas exigíveis para conectores montados ou cabos de fibras ópticas e adaptadores. Não é direcionada a uma tecnologia ou forma construtiva específica, mas às necessidades de desempenho e funcionalidade do produto.

NBR14434 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação da vibração
Prescreve o método de determinação da vibração em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14435 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação do dobramento
Prescreve o método de determinação do dobramento em conectores monados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14436 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação da torção – Método de ensaio
Prescreve o método de determinação da torção em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14437 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação da retenção axial
Prescreve o método de determinação da retenção axial em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14438 – Conectores monados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação da retenção angular
Prescreve o método de determinação da retenção angular em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14439 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação do puxamento axial
Prescreve o método de determinação do puxamento axial em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14440 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação da estabilidade
Prescreve a determinação da estabilidade em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14441 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação do impacto
Prescreve o método de determinação do impacto em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14442 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação da durabilidade
Prescreve o método de determinação da durabilidade em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14443 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação da perda por inserção
Prescreve o método de determinaçãoda perda por inserção em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adptadores.

NBR14444 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação da perda por retorno
Prescreve o método de determinação da perda por retorn em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14445 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação do envelhecimento térmico
Prescreve o método de determinação do envelhecimento térmico em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14446 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação do ciclo térmico
Prescreve o método de determinação do ciclo térmico em conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14447 – Conectores montados em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores – Determinação da umidade
Prescreve o método de determinação da umidade em conectores montads em cordões ou cabos de fibras ópticas e adaptadores.

NBR14448 – Produtos de petróleo – Determinação do índice de acidez pelo método de titulação potenciométrica
Descreve os procedimentos para a determinação dos constituintes ácidos em produtos de petróleo e lubrificantes solúveis ou parcialmente solúveis em misturas de tolueno e isopropanol. É aplicável para a determinação de ácidos cujas constantes de dissociaçã

NBR14449 – Insumos para couro – Tanante – Determinação da densidade aparente
Prescreve o método para determinação da densidade aparente em tanante na forma de extrato pulverizado, utilizados em couro.

NBR14450 – Insumos para couro – Tensoativos – Determinação do teor de água
Prescreve o método para determinação do teor de água em tensoativos por arraste azeotrópico, utilizados em couros.

NBR14451 – Insumos para couro – Tensoativos – Determinação do aspecto
Prescreve o método que permite uma comparação visual entre a amostra de tensoativo e uma amostra-padrão do mesmo tensoativo, utilizado em couros.

NBR14452 – Construção superior do calçado – Laminads sintéticos – Determinação da migração do corante e/ou pigmento do laminado sintético para o solado
Prescreve o método para determinação do grau de migração do corante e/ou pigmento do laminado sintético para o solado utilizado em calçado.

NBR14453 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação da densidade – Método dimensional
Prescreve o método para determinação da densidade pelo método dimensional de materiais expandidos para solas, solados e materiais afins, utilizados em calçados. A densidade de um sólido é uma propriedade que pode ser medida convenientemente para identific

NBR14454 – Construção inferior de calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação da dureza Shore A e D
Prescreve o método de ensaio para determinação da dureza Shore A e D, em solas, solados e materiais afins, utilizados em calçados. O aparelho de ensaio de dureza Shore A é utilizável na faixa de 10 a 90 graus de dureza. Corpos-de-prova mais dureos devem s

NBR14455 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação da dureza Asker C
Prescreve o método para deteminação da dureza Asker C, em solas, solados e materiais afins, utilizados em calçados. Este método aplica-se a materiais expandidos.

NBR14456 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação da flexibilidade
Prescreve o método de ensaio para determinação da flexibilidade de solas, solados e materiais afins, utilizados em calçados, classificando-os como rígidos, semi-rígidos ou flexíveis. Esta classificação é utilizada para determinar qual método de ensaio de

NBR14457 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação da resistência à continuação de um rasgo paralelo à superfície
Prescreve o método para determinação da resistência à continuação de um rasgo paralelo à superfície de solas, solados e materiais afins, utilizados em calçados. Este ensaio possibilita a avaliação da coesão interna do material, podendo ser relacionada com

NBR14458 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação da resistência à continuação de um rasgo perpendicular à superfície (NOTA:ERRATA INCORPORADA)
Prescreve o método para determinação da resistência à continuação de um rasgo, previamente entalhado, perpendicular à superfície de solas, solados e materiais afins, utilizados em calçados. Não é aplicável a couro-sola.

NBR14459 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação da resistência à tração e alongamento na ruptura
Prescreve o método para determinação da resistência à tração e alongamento na ruptura de solas, solados e materiais afins, utilizados em calçados, quando corpos-de-prova de formato determinado são tracionados até a ruptura. Não é aplicável a couro-sola.

NBR14460 – Construção inferior do calçado – Máquina de abrasão especial – Determinação do índice de ataque da lixa e correção do número de ciclos
Prescreve o método para determinação do índice de ataque da lixa e correção do número de ciclos da máquina de abrasão especial. Esta correção será utilizada posteriormente, na realização dos ensaios de abrasão em componentes do calçado. Quando é fixada um

NBR14461 – Sistemas para distribuição de gás combustível para redes enterradas – Tubos e conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Instalação em obra por método destrutivo (vala a céu aberto)
Esabelece os critérios para manuseio, transportem armazenagem e instalação em obra de tubos e conexões de polietileno PE 80 e PE 100, destinados à execução de redes enterradas de distribuição de gás combustível, por método destrutivo (vala a céu aberto).

NBR14462 – Sistemas para distribuição de gás combustível para redes enterradas – Tubos de polietileno PE 80 e PE 100 – Requisitos
Fixa as condições exigíveis para tubos de polietileno PE 80 e PE 100, destinados à execução de redes enterradas de distribuição de gás combustível, com máxima pressão de operação até 700 kPa (PE 100/SDR 11) para temperaturas entre 0ºC e 25ºC. Aplica-se ao

NBR14463 – Sistemas para distribuição de gás combustível para redes enterradas – Conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Requisitos
Fixa as condições exigíveis para as conexões termossoldáveis de polietileno PE 80 e PE 100, destinadas à execução de redes enterradas de distribuição de gás combustível, com máxima pressão de operação até 700 kPa (PE 100/SDR 11) para temperatura entre 0º

NBR14464 – Sistemas para distribuição de gás combustível para redes enterradas – Tubos e conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Execução de solda de topo
Estabelece os critérios para execução de solda de topo em tubos e conexões de polietileno PE 80 e PE 100, destinados à execução de redes enterradas de distribuição de gás combustível.

NBR14465 – Sistemas para distribuição de gás combustível para redes enterradas – Tubos e conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Execução de solda por eletrofusão
Estabelece critérios para execução de solda por eletrofusão em tubos e conexões de polietileno PE 80 e PE 100, destinados à execução de redes enterradas de distribuição de gás combustível.

NBR14466 – Tubos de polietileno PE 80 e PE 100 – Verificação da resistência após envelhecimento
Prescreve o método para verificação da resistência após envelhecimento dos tubos de polietileno PE 80 e PE 100. Após serem submetidos a este ensaio, os tubos de polietileno devem conservar as propriedades a que se referem os seguintes ensaios: tempo de ox

NBR14467 – Conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Verificação da resistência coesiva
Prescreve o método para verificação da resistência coesiva em conexões de polietileno PE 80 e PE 100.

NBR14468 – Conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Verificação da resistência à pressão hidrostática
Prescreve o método para verificação da resistência à pressão hidrostática interna da conexão de polietileno PE 80 e PE 100.

NBR14469 – Conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Determinação das dimensões

Prescreve o método para determinação das seguintes dimensões das conexões de polietileno PE 80 e PE 100: espessura em qualquer ponto da conexão; diâmetro externo médio; ovalização da conexão; diâmetro interno médio e diâmetro interno em qualquer seção da

NBR14470 – Conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Verificação da resistência ao impacto em tês de serviço
Prescreve o método para verificação da resistência ao impacto em tês de serviço eletrossoldáveis, em conexões de polietileno PE 80 e PE 100. Este ensaio consiste em submeter a derivação do tês de serviço a um impacto através da queda de um peso paralelame

NBR14471 – Conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Determinação do fator de perda de carga em tês de serviço
Prescreve o método para determinação do fator de perda de carga em tês de serviço, em conexões de polietileno PE 80 e PE 100.

NBR14472 – Tubos e conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Qualificação de soldador
Estabelece critérios para a qualificação de soldadores junto a Programas de Garantia da Qualidade de tubulações de polietileno PE 80 e PE 100 ou companhias concessionárias de gás.

NBR14473 – Tubos e conexões de polietileno PE 80 e PE 100 – Reparo ou acoplamento de novo trecho à rede em carga, com utilização do processo de esmagamento (pinçamento)
Estabelece os critérios a serem seguidos pelas companhias concessionárias de gás e construtores quando da manutenção ou acoplamento de novos trechos à rede em carga, com a utilização do processo de esmagamento (pinçamento), em tubos e conexões de polietil

NBR14474 – Filmes plásticos – Verificação da resistência à perfuração estática – Método de ensaio
Estabelece o método para verificação da resistência de filmes plásticos (tais como os usados na produção de sacos, sacolas e materiais de envolvimento) à perfuração por uma carga estática concentrada.

NBR14475 – Material cerâmico – Bacia sanitária de entrada horizontal e saída exposta horizontal – Dimensões
Padroniza as dimensões das bacias sanitárias de material cerâmico, de entrada horizontal e saída exposta horizontal, no que se refere: copor de bacia; entrada de água; saída de esgoto; fixação da bacia; fixação do assento. Não se aplica às bacias sanitári

NBR14476 – Material cerâmico – Bacia sanitária com caixa acoplada e saída exposta horizontal – Dimensões
Padroniza as dimensões das bacias sanitárias de material cerâmico, com caixa acoplada e saída exposta horizontal, no que se refere a: corpo da bacia; saída de esgoto; fixação da bacia; fixação do assento. Não se refere às bacuas sanitárias onde a saída ho

NBR14477 – Material cerâmico – Lavatório de sobrepor sem mesa para instalação dos metais – Dimensões
Padroniza as dimensões dos lavotórios de sobrepor de material cerâmico, sem mesa para instalação dos metais, no que se refere a: corpo do lavatório; saída do esgoto.

NBR14478 – Gasolina – Determinação da estabilidade à oxidação pelo método do período de indução
Prescreve o método para determinação da estabilidade da gasolina acabada, sob condições de oxidação acelerada. Não deve ser utilizada para a determinação da estabilidade de componenetes da gasolina, particularmente aqueles com alta percentagem de composto

NBR14479 – Pasta celulósica – Preparação de folhas em laboratório para ensaios físicos – Método do formador de folhas convencional
Especifica um método, usando um formador de folhas convencional, para preparação de folhas de pastas celulósicas em laboratório, visando a realização de ensaios físicos subseqentes nestas folhas, para estimar de as propriedades relevantes da pasta celuló

NBR14480 – Materiais metálicos – Calibração de extensômetros usados em ensaios uniaxiais
Prescreve o procedimento para calibração estática de extensômetros usados em ensaios uniaxiais de materiais metálicos. O termo “extensômetro” abrange o instrumento de medição de deslocamento e seu sistema de indicação ou registro.

NBR14481 – Veículos rodoviários – Motor de combustão intena do ciclo Otto – Diagnóstico de falhas
Fixa os procedimentos para o diagnóstico de falhas em motores de veículos rodoviários de combustão interna do ciclo Otto, abrangendo os seguintes sistemas: carga e partida; alimentação de combustível rodoviário; condições mecânicas do motor, ignição; arre

NBR14482 – Veículos rodoviários do ciclo Otto – Substituição de bateria de partida
Estabelece os princípios gerais para substituição de baterias de partida em veículos rodoviários automotores de combustão interna do ciclo Otto.

NBR14483 – Produtos de petróleo – Determinação da cor – Método do colorímetro ASTM
Prescreve o método para a determinação visual da cor de uma grande variedade de produtos de petróleo, tais como óleos lubrificantes, óleos térmicos, óleo diesel e parafinas.

NBR14484 – Papel e cartão – Tubetes – Medição das dimensões

Especifica um método para determinação de diâmetro interno, diâmetro externo, espessura da parede e comprimento de tubetes de papel e cartão para uso geral em bobinas de papel e cartão.

NBR14485 – Papel e cartão – Determinação da higroexpansividade até umidade relativa máxima de 86%
Descreve o método para determinação da higroexpansividade de papel e cartão, quando estes são submetidos a uma variação na umidade relativa com a qual se encontram em equilibrio de (33±2)% a (84±2)%.

NBR14486 – Sistemas enterrados para condução de esgoto sanitário – Projeto de redes coletoras com tubos de PVC
Fixa as condições exigíveis para a elaboração de projeto de redes coletoras enterradas de esgoto sanitário com tubos de PVC, funcionando sob pressão atmosférica, observada a regulamentação específica das entidades responsáveis pelo planejamento e desenvol

NBR14487 – Fechadura e cilindro utilizados em mobiliário – Requisitos
Fixa os requisitos mínimos exigíveis na fabricação, dimensionamento, segurança e funcionamento de fechadura e cilindro utilizado em mobiliário.

NBR14488 – Tampos de vidro para mesa – Requisitos
Especifica as exigências de desempenho e as medidas lineares necessárias para garantir a segurança da aplicação de vidro plano maior que 0,02 m², utilizado na composição de mesas que tenham o vidro como componente de uso aplicado à sua utilização.

NBR14489 – Motor diesel – Análise e determinação dos gases e do material particulado emitidos por motores do ciclo diesel – Ciclo de 13 pontos
Prescreve o método de análise e fixa o procedimento para a determinação de gases de escapamento, como hidrocarbonetos (HC), monóxido de carbono (CO), óxidos de nitrogênio (NOx) e material particulado do gás de escapamento emitido por motores do ciclo dies

NBR14490 – Padronização para rotulagem de medicamentos usados em anestesiologia e terapia intensiva
Padroniza a forma de identificação de ampola e frasco-ampola no tocante ao tamanho de letra dos nomes fantasia e genérico, assim como a obrigatoriedade de fundo contrastante em todas as apresentações disponíveis nos seus mais diversos formatos e capacidad

NBR14491 – Emulsões asfálticas – Determinação da viscosidade Saybolt Furol
Fixa o procedimento para a determinação da consistência de emulsões asfálticas, utilizando o viscosímetro Saybolt Furol.

NBR14492 – Serviço de discagem interurbana e local a cobrar (DIC/DLC) – Características técnicas e funcionais – Especificação
Fixa as características técnicas e funcionais do serviço de discagem interurbana e local a cobrar (DIC/DLC). Visa também garantir a uniformidade no desempenho do serviço DIC/DLC. É aplicada em empresas prestadoras de serviços de telecomunicações que ofere

NBR14493 – Sistema de sinalização 5S para a rede nacional de telefonia via satélite – Especificação

Estabelece as características do sistema de sinalização 5S, para utilização em circuitos via satélite na rede nacional de telefonia. Este sistema de sinalização foi desenvolvido para utilização em enlaces analógicos, podendo, entretanto, ser também utiliz

NBR14494 – Subsistema de usuário de telefonia (TUP) do sistema de sinalização por canal comum CPA-T (CCITT nº 7 – versão nacional) para a rede nacional de telefonia – Requisitos
Tem por finalidade estabelecer os requisitos mínimos e procedimentos básicos do sistema de sinalização por canal comum (CCITT nº 7 – versão nacional), no que se refere ao subsistema de usuário de telefonia (TUP), aplicável à rede nacional de telefonia. O

NBR14495 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – Serviços suplementares
Especifica os serviços suplementares oferecidos pelas centrais públicas de comutação temporal com controle por programa armazenado (centrais CPA-T locais), sem função celular. Padroniza a terminologia e aspectos de tarifação de serviços; determina proced

NBR14496 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – Categorias e discriminações de terminais telefônicos e junções – Especificação
Estabelece as categorias e discriminações de terminais telefônicos e de junções a setem utilizadas nas centrais públicas de comutação temporal com controle por programa armazenado – centrais CPA-T.

NBR14497 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – Características de transmissão – Especificação
Estabelece as características de transmissão relativas às conexões, através das interfaces Z, V, A das centrais públicas de comutação temporal com controle por programa armazenado (centrais CPA-T).

NBR14498 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – Interfaces de transmissão – Características elétricas e físicas – Requisitos
Estabelece os requisitos mínimos relativos às interfaces-padrão de transmissão e especifica as características elétricas e físicas dessas interfaces, quando da utilização de centrais públicas de comutação temporal com controle por programa armazenado (cen

NBR14499 – Sincronismo para elemento de rede de central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – Requisitos
Estabelece os requisitos referentes a sincronismo para elemento de rede de central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) (E.R. CPA-T). Os equipamentos que satisfazem aos requisitos desta norma estão aptos a atender às

NBR14500 – Gestão da qualidade no laboratório clínico
Especifica os requisitos para a gestão de qualidade nos laboratórios clínicos. O seu conteúdo estabelece as diretrizes para elaboração de documentos necessários para a realização dos processos pré-analíticos, analíticos e pós-analíticos, o desenvolvimento

NBR14501 – Glossário de termos para uso no laboratório clínico e no diagnóstico in vitro
Define os termos aplicados aos laboratórios clínicos e aos fabricantes de produtos para diagnóstico in vitro, com a finalidade de: prover uma adequada nomenclatura para os termos utilizados mais freqüentemente; harmonizar a terminologia empregada e requer

NBR14502 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – Encaminhamento – Requisitos
Estabelece os requisitos mínimos e os procedimentos básicos relativos ao encaminhamento de chamadas, quando da utilização de centrais públicas de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T). As centrais CPA-T podem exercer as funções l

NBR14503 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – Tarifação – Requisitos
Estabelece os requisitos mínimos e os procedimentos básicos relativos à tarifação, quando da utilização de centrais públicas de comuação temporal com controle por programa armazenado (centrais CPA-T).

NBR14504 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – Identificação do terminal chamador para CPA com DTMF – Especificação
Estabelece o tratamento que deve ser dado na central CPA, para envio da identificação do terminal chamador ao terminal chamado com DTMF. Aplica-se às empresas que utilizem o serviço de identificação do terminal chamador em centrais CPA.

NBR14505 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – supervisão de tempo – Requisitos
Estabelece os requisitos mínimos e os procedimentos básicos relatiovs à supervisão de tempo, quando da utilização de centrais públicas de comutação temporal com controle por programa armazenado (centrais CPA-T).

NBR14506 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) – Requisitos
Esabelece os requisitos mínimos exigidos para centrais públicas de comutação temporal com controle por programa armazenado (centrais CPA-T) de grande porte (cuja capacidade final é superior a 10000 assinantes ou 1200 Erl) na Rede Nacional de Telecomunicaç

NBR14507 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPA-T) de pequeno e médio portes – Especificação
Estabelece os requisitos mínimos das centrais públicas de comutação temporal com controle por programa armazenado (centrais CPA-T) de pequeno porte (centrais com capacidade final de até 4000 terminais) e de médio porte (centrais com capacidade final de at

NBR14508 – Central de comutação – Subsistema de controle de conexão de sinalização (SCCP) – Sistema de sinalização por canal comum nº 7 – Especificação
Especifica o subsistema de controle de conexão de sinalização (SCCP), aplicável à rede nacional de telecomunicações.

NBR14509 – Central de comutação – Subsistema de usuário de rede digital de serviços integrados (RDSI-ISUP) – Sistema de sinalização por canal comum nº 7 – Especificação
Especificação o subsistema de usuário de rede digital de serviços integrados (RDSI-ISUP), aplicável à rede nacional de telecomunicações. O subsistema de usuário RDSI-ISUP, que é especificado segundo uma estrutura funcional, deve ter asseguradas modularida

NBR14510 – Central de comutação – Subsistema de transferência de mensagens (MTP) – Sistema de sinalização por canal comum nº 7 – Especificação
Especifica o subsistema de transferência de mensagens (MTP), aplicável à rede nacional de telecomunicações. O subsistema de transferência de mensagens (MTP), especificado segundo uma estrutura funcional, deve ter asseguradas modularidade e flexibilidade p

NBR14511 – Central de comutação – Discagem direta a ramal (DDR) de central privada de comutação telefônica (CPCT) tipo PABX – Especificação
Estabelece as características básicas e os requisitos técnicos mínimos exigidos para a introdução da facilidade de discagem direta a ramal (DDR) nas centrais privadas de comutação telefônica (CPCT), integradas ao Serviço Público de Telecomunicações. As es

NBR14512 – Central pública de comutação temporal com controle por programa armazenado (CPTA-T) – Interfaces com equipamentos terminais – Requisitos
Estabelece os requisitos mínimos relativos à interface com os equipamentos terminais e vice-versa, de forma a se obter a compatibilidade operacional do sistema, quando da utilização de centrais públicas de comutação temporal com controle por programa arma

NBR14513 – Chapas de aço revestidas conformadas a frio, de perfil senoidal – Requisitos e métodos de ensaio
Fixa os requisitos que devem atender as chapas de aço revestidas conformadas a frio, de perfil senoidal, com os seguintes tipos de revestimento: zincadas por imersão a quente; revestidas por uma liga alumínio-zinco; zincadas por imersão a quente e pintada

NBR14514 – Chapas de aço revestidas conformadas a frio, de perfil trapezoidal – Requisitos e métodos de ensaio
Fixa os requisitos que devem atender as chapas de aço revestidas conformadas a frio, de perfil trapezoidal, com os seguintes tipos de revestimento: zincadas por imersão a quente; revestidas por uma liga alumínio-zinco; zincadas por imersão a quente e pint

NBR14515 – Macho para roscar – Jogo de duas peças para roscas Pg 7 até Pg 48 para conexões de eletrodutos rígidos
Especifica as dimensões e demais condições de machos para roscar, jogo de duas peças, sendo do inicial (V) e o final (F), destinados à fabricação de roscas para eletrodutos conforme a DIN 40430.

NBR14516 – Macho para roscar à máquina com haste passante para roscas PG 7 até Pg 48 para conexões de eletrodutos rígidos
Especifica as dimensões e demais condições dos machos para roscar à máquina com haste passante, destinados à fabricação de roscas para eletrodutos conforme a DIN 40430.

NBR14517 – Macho para roscar (manual) – Jogo de duas peças – Roscas para tubos G 1/16 até G 4 e Rp 1/16 até Rp 4
Especifica as dimensões e demais condições de machos para roscar, jogo de duas peças, sendo macho inicial (V) e final (F), usados para a fabricação de roscas não vedantes (abreviação G), conforme a NBR 8133, para tubos e conexões, e de roscas internas Whi

NBR14518 – Sistemas de ventilação para cozinhas profissionais
Estabelece os princípios gerais para projeto, instalação, operação e manutenção de sistemas de ventilação para cozinhas profissionais, com ênfase na segurança contra incêndio e no controle ambiental.

NBR14519 – Medidores eletrônicos de energia elétrica (estáticos) – Especificação
Fixa as condições mínimas exigíveis aplicáveis a medidores eletrônicos, monofásicos e polifásicos, de índice de classe 0,2; 0,5; 1,0 e 2,0 para a medição de energia elétrica em corrente alternada encerrados num mesmo invólucro. Esta norma se aplica também

NBR14520 – Medidores eletrônicos de energia elétrica (estáticos) – Método de ensaio
Prescreve o método de ensiao para medidores eletrônicos monofásicos e polifásicos de índices de classe 0,2; 0,5; 1,0 e 2,0 de medição de energia elétrica. No caso de mostrador e/ou memória(s) ser(em) externo(s) ou onde outros elementos estão incorporados

NBR14521 – Aceitação de lotes de medidores eletrônicos de energia elétrica – Procedimento
Fixa as condições exigíveis para a aceitação de lotes de medidores eletrônicos de energia elétrica, monofásicos e polifásicos, índices de classe 0,2; 0,5; 1,0; 2,0, sendo aplicada exclusivamente a medidores novos.

NBR14522 – Intercâmbio de informações para sistemas de medição de energia elétrica – Padronização
Define o padrão de intercâmbio de informações no sistema de medição de energia elétrica, de forma a se alcançar a compatibilidade entre os sistemas e equipamentos de medição de energia elétrica de diferentes procedências. Este padrão define os seguintes i

NBR14523 – Papel e cartão – Tubetes – Especificação do diâmetro interno
Especifica diâmetros internos e suas tolerâncias dos tubetes recomendados para uso geral em bobinas de papel e cartão.

NBR14524 – Papel, cartão e pasta celulósica – Determinação de cloretos solúveis em água – Método por cromatografia de troca iônica
Descreve o método por cromatografia por troca iônica para a determinação de cloretos solúves em água em todos os tipos de papel, cartão e pasta celulósica. O limite inferior desta determinação é de 20 mg do íon cloreto por quilograma da amostra seca.

NBR14525 – Combustíveis – Determinação de goma por evaporação
Prescreve um método para a determinação do teor de goma atual de combustível de aviação e o teor de goma de gasolina automotiva ou outros destilados voláteis em sua forma acabada, (incluindo aqueles contendo álcool, outros oxigenados tipo éter e aditivos

NBR14526 – Papel e cartão – Determinação da resistência ao arrancamento – Método da velocidade acelerada usando o aparelho IGT (Modelo pêndulo ou mola)

Descreve um método para determinar a resistência ao arrancamento da superfície do papel e cartão, usando o aparelho de impressão IGT de velocidade acelerada, modelo pêndulo ou mola. Pode ser aplicada para qualquer tipo de papel ou cartão para fins de impr

NBR14527 – Pasta celulósica – Determinação das propriedades físicas em folhas formadas em laboratório
Especifica métodos de ensaio para determinar algumas propriedades físicas em folhas de pasta celulósica formadas em laboratório. Deve ser aplicada para folhas preparadas de acordo com NBR 14479 ou NBR 14380 e usada em conjunto com as outras normas referen

NBR14528 – Pasta celulósica – Preparação de folhas em laboratório para determinação do fator de reflectância difusa no azul (Alvura ISO)
Especifica dois procedimentos para a preparação de folhas em laboratório, antes da determinação do fator de reflectância difusa no azul (Alvura ISO). Um, é o procedimento tradicional de preparação de folhas com funil de Büchner, usando ou papel de filtro

NBR14529 – Papel, cartão e pasta celulósica – Determinação do fator de reflectância
Especifica um aparelho para determinar o fator de refletância difusa de pasta celulósica, papel e cartão e os procedimentos para calibração deste aparelho. As medidas do fator de reflectância difusa podem ser usadas para avaliar propriedades ópticas, tais

NBR14530 – Pasta celulósica – Determinação da reversão de alvura
Descreve dois métodos para determinar as características de reversão de alvura de pasta celulósica; o método I, após um procedimento de envelhecimento acelerado sob as condições de umidade normalmente encontradas em fardos de pasta celulósica branqueada s

NBR14531 – Papel e pasta celulósica – Determinação dos coeficientes de espalhamento e absorção de luz (usando a teoria de Kubelka-Munk)
Descreve o método para calcular os coeficientes de espalhamento de luz e a absorção de luz a partir de medidas da reflectância difusa. Aplica-se somente a papéis não revestidos branco ou quase brancos com opacidade inferior a aproximadamente 95%. Papel tr

NBR14532 – Segurança de aparelhos eletrodomésticos e similares – Requisitos particulares para ventiladores de teto
Esta seção da NBR NM IEC 335-1 é substituída por: Trata da segurança de ventiladores de teto e seus reguladores de velocidade e sentido de rotação, para uso doméstico e similar, cuja tensão nominal não exceda 250 V.

NBR14533 – Produtos de petróleo – Determinação de enxofre por espectrometria de fluorescência de raios X (Energia dispersiva)
Descreve o método de determinação de enxofre em hidrocarbonetos, tais como diesel, nafta, querosene, resíduos, óleos básicos lubrificantes, óleos hidráulicos, querosene de aviação, óleos crus, gasolina sem chumbo e outros destinados. Além disso, utilizand

NBR14534 – Torneira de bóia para reservatórios prediais de água potável – Requisitos e métodos de ensaio
Estabelece as exigências e recomendações para torneiras de bóia instaladas em reservatórios prediais de água potável, para alimentação dos sistemas hidráulicos prediais. Abrange as torneirs de bóia de funcionamento mecânico nas bitolas DN 15, DN 20, DN 25

NBR14535 – Móveis de madeira – Tratamento de superfícies – Requisitos de proteção e acabamento
Estabelece as caracterísicas e métodos de ensaio para acabamento e proteção de superfícies de móveis de madeira contra os efeitos provocados por agentes que possam causar danos como: umidade, luz UV, temperatura, risco, impacto, abrasão, aderência, produt

NBR14536 – Registros para recipientes transportáveis de aço para 20 kg de gases liquefeitos de petróleo (GLP)
Fixa as condições mínimas exigíveis para a fabricação e recebimento dos registros destinados ao uso em recipientes transportáveis de aço para GLP, com capacidade para 20 kg.

NBR14537 – Recuperação de válvulas automáticas, registros e engates, com e sem dispositivo de segurança, para recipientes de aço para 2 kg, 5 kg, 13 kg, 20 kg, 45 kg e 90 kg de gás liquefeito de petróleo (GLP) – Requisitos
Especifica os requisitos mínimos exigíveis para recuperação de válvulas automáticas, registros e engates, com e sem dispositivo de segurança, para recipientes transportáveis de aço para 2 kg, 5 kg, 13 kg, 20 kg, 45 kg e 90 kg de gás liquefeito de petróleo

NBR14538 – Lâmpada fluorescente com reator integrado à base para iluminação geral – Requisitos de segurança
Especifica os requisitos de segurança e intercambiabilidade, juntamente com os métodos de ensaio e condições requeridas para demonstrar a conformidade de lâmpadas fluorescentes tubulares, com dispositivos integrados à base para controlar o acendimento e o

NBR14539 – Lâmpada fluorescente com reator integrado à base para iluminação geral – Requisitos de desempenho
Especifica os requisitos de desempenho, juntamente com os métodos de ensaio e as condições requeridas para demonstrar a conformidade de lâmpadas fluorescentes tubulares, com dispositivos integrados à base para controlar o acendimento e o funcionamento est

NBR14540 – Bastão e escada isolantes e ferragens para trabalho em instalação energizada – Transmissão
Fixa as condições mínimas exigíveis para recepção e aceitação dos bastões e escadas isolantes e ferragens empregados nos trabalhos em instalações energizadas.

NBR14541 – Lubrificantes fluidos automotivos – Determinaçào da viscosidade a baixa temperatura com o viscosímetro Brookfield
Descreve o uso do viscosímetro Brookfield para a determinação da viscosidade com baixa taxa de cisalhamento de lubrificantes fluidos automotivos, dentro de uma faixa de temperatura de -5ºC a -40ºC. A faixa de viscosidade é de 1 000 cP a 1 000 000 cP (mPa.

NBR14542 – Produtos de petróleo – Determinação das características de oxidação de óleos minerais inibidos
Descreve o método para avaliar a estabilidade à oxidação de óleos de turbina a vapor contendo aditivos antioxidantes, em presença de oxigênio, água, cobre e ferro, a uma temperatura elevada. O método também se aplica a outros óleos, tais como óleos de cir

NBR14543 – Produtos de petróleo – Determinação do índice de acidez por titulação colorimétrica semi-micro
Descreve o procedimento para a determinação de constituintes ácidos em produtos de petróleo e lubrificantes, novos ou usados, solúveis ou quase solúveis em misturas de tolueno e álcool isopropílico. Este método é especialmente destinado a casos em que a q

NBR14544 – Requisitos básicos para proteção de componentes sensíveis às descargas eletrostáticas

Especifica os requisitos gerais para a proteção de componentes sensíveis às descargas eletrostáticas (ESDS). Aplica-se somente aos componentes e aos conjuntos eletrônicos. Para áreas com condutores expostos submetidos a potenciais maiores que 250 Vc.a. ou

NBR14545 – Solo – Determinação do coeficiente de permeabilidade de solos argilosos a carga variável
Prescreve os métodos para determinação do coeficiente de permeabilkidade a carga variável, com a água percolando através do solo em regime de escoamento laminar.

NBR14546 – Insumos para couro – Desencalante – Determinação do índice de solubilidade
Prescreve o método de determinação do índice de solubilidade de produtos desencalantes, utilizados em couros. Este método tem por princípio determinar o índice de solubilidade da cal correspondente ao percentual de hidróxido de cálcio convertido em sal so

NBR14547 – Insumos – Insumos líquidos – Determinação da densidade de massa
Estabelece as condições para determinação da densidade de massa em insumos líquidos pelos seguintes métodos: método A – por picnômetro; método B – por densímetro. Estes métodos são baseados na relação entre a massa de um volume de substância e a massa de

NBR14548 – Couro – Ensaios físicos e químicos – Terminologia
Define os termos utilizados nas normas de ensaios físicos e químicos em couros.

NBR14549 – Couro – Expressão dos resultados de análises físico-mecânicas
Fixa as condições exigíveis para a expressão dos resulados de análises físico-mecânicas executadas em couros.

NBR14550 – Couro – Banho residual e efluente líquido – Determinação do teor de sólidos dissolvidos, dissolvidos fixos e dissolvidos voláteis
Prescreve o método de determinação do teor de sólidos dissolvidos, dissolvidos fixos e dissolvidos voláteis em banhos residuais e efluentes líquidos, da indústria do couro.

NBR14551 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Adesão da camada plástica ao substrato
Prescreve o método de determibnação da adesão da camada plástica ao substrato de laminados sintéticos utilizados na fabricação de calçados. Este método de ensaio também é aplicável para determinar a resistência da adesão entre as camadas que compõem a cam

NBR14552 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Determinação da resistência à tração e alongamento na ruptura
Prescreve o método de determinação da resistência à tração e alongamento na ruptura de laminados sintéticos utilizados na fabricação de calçados.

NBR14553 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Determinação da resistência à continuação do rasgo
Prescreve o método de determinação da resistência à continuação de um rasgo em laminados sintéticos utilizados em calçados.

NBR14554 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Determinação da massa por unidade de área (gramatura)
Prescreve o método de determinação da massa por unidade de área (gramatura) de laminados sintéticos utilizados na fabricação de calçados.

NBR14555 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Prova de contato entre soldados de poliuretano e materiais para cabedal
Prescreve o método de determinação da ocorrência de manchas (amareladas) no cabedal e/ou no solado de calçados, causadas pela reação da substância “dobco” utilizada na formulação de solas e solados fabricados em poliuretano (PU) com a nitrocelulose contid

NBR14556 – Calçado – Atacador – Determinação da presença de agentes agressivos para componentes metálicos
Prescreve o método de determinação da presença de agentes químicos agressivos aos ilhoses de metal em atacadores de calçados. Este método é indicado para medir a qualidade do processo de lavagem dos atacadores.

NBR14557 – Componentes plásticos para calçados e acessórios – Terminologia
Estabelece os termos utilizados no setor produtor e consumidor de componentes plásticos para calçados e acessórios.

NBR14558 – Construção superior do calçado – Laminados sintéticos – Determinação da solidez da cor à luz natural, ao calor e ao calor após exposição à luz natural
Prescreve os métodos de determinação da solidez da cor à luz natural (método A), ao calor (método B) e ao calor após exposição à luz natural (método C), de laminados sintéticos utilizados na fabricação de calçados.

NBR14559 – Couro – Banho residual e efluente líquido – Determinação da dureza total
Prescreve o método de determinação da dureza total de banho residual e efluentes líquidos.

NBR14560 – Componentes metálicos para calçados – Terminologia
Estabelece os termos utilizados no setor de componentes para calçados e acessórios (por exemplo: bolsa, cintos, carteiras, etc).

NBR14561 – Veículos para atendimento a emergências médicas e resgate
Fixa as condições mínimas exigíveis para o projeto, contrução e desempenho de veículos para atendimento a emergências médicas e resgate, descrevendo veículos que estão autorizados a ostentar o símbolo “ESTRELA DA VIDA” e a palavra “RESGATE”, especificaçõe

NBR14562 – Interface V5 – Aplicação da interface V5 na interligação entre equipamentos de rede de acesso de assinante e centrais de comutação CPA-T – Requisitos gerais
Especifica os requisitos gerais para a aplicação da interface V5.1 e da interface V5.2 na interligação entre equipamentos colocados no ambiente de rede de assinantes (a Rede de Acesso) e centrais públicas de comutação temporal com controle por programa ar

NBR14563 – Especificações gerais para os acessos básico e primário da rede digital de serviços integrados de faixa estreita (RDSI-FE)
Especifica os requisitos gerais para as interfaces usuário-rede referentes aos acessos básicos e primário na Rede Digital de Serviços Integrados de Faixa Estreita (RDSI-FE) aplicáveis à rede nacional de telecomunicações.

NBR14564 – Vidros para sistemas de prateleiras – Requisitos e métodos de ensaio
Especifica as exigências de desempenho e medidas lineares necessárias para garantir a segurança da aplicação de vidro plano utilizado na composição de sistemas de prateleiras que tenham o vidro como componente de uso aplicado à sua utilização.

NBR14565 – Procedimento básico para elaboração de projetos de cabeamento de telecomunicações para rede interna estruturada
Estabelece os critérios mínimos para elaboração de projetos de rede interna estruturada de telecomunicações, em edificações de uso comercial, independente do seu porte. Aplica-se a edifícios e a conjuntos de edifícios situados dentro de um mesmo terreno e

NBR14566 – Cabo óptico dielétrico para aplicação subterrânea e duto e aérea espinado – Especificação
Fixa as condições mínimas exigíveis na fabricação dos cabos ópticos dielétricos para aplicação subterrânea em duto e aérea espinado. Estes cabos são indicados preferencialmente para instalação subterrânea aplicada em linhas de dutos e em instalações aérea

NBR14567 – Rede inteligente (RI) – Centrais controladas por programa armazenado (CPA) com funcionalidade de ponto de acesso a serviços (PAS) – Requisitos gerais para o conjunto de capacitações 1 (CS1)
Especifica os requisitos gerais do ponto de acesso a serviços (PAS). Seu objetivo é prover uma referência sobre as definições e características associadas ao PAS, bem como definir os requisitos técnicos essenciais desse elemento da arquitetura de rede int

NBR14568 – Rede inteligente (RI) – Protocolo de aplicação na interface entre o ponto de acesso a serviços (PAS) e o ponto de controle de serviços (PCS) para o conjunto de capacitações 1 (CS1)
Estabelece os requisitos do protocolo de aplicação de rede inteligente na interface PAS-PCS para a rede inteligente brasileira.

NBR14569 – Zinco – Processo de tratamento em efluentes líquidos
Especifica as características do processo de tratamento de zinco em efluentes líquidos, visando fornecer subsídios à elaboração de projetos de tratamento de efluentes, atendendo aos padrões legais vigentes, condições de saúde ocupacional, segurança, opera

NBR14570 – Instalações internas para uso alternativo dos gases GN e GLP – Projeto e execução
Fixa as condições mínimas exigíveis para o projeto e a execução das instalações internas de gás destinadas a operar com gás natural (GN) ou com gás liquefeito de petróleo (GLP) na fase vapor, com pressão de trabalho máxima de 150 kPa (1,53 kgf/cm²). Aplic

NBR14571 – Cádmio – Processo de tratamento em efluentes líquidos
Especifica as características dos processos de tratamento de cádmio em efluentes líquidos, visando fornecer subsídios à elaboração de projetos de tratamento de efluentes, atendendo aos padrões legais vigentes, condições de saúde ocupacional, segurança, op

NBR14572 – Chumbo – Processo de tratamento em efluentes líquidos
Especifica as características dos processos de tratamento de chumbo em efluentes líquidos, visando fornecer subsídios à elaboração de projetos de tratamento de efluentes, atendendo aos padrões legais vigentes, condições de saúde ocupacional, segurança, op

NBR14573 – Insumos – Tanante – Determinação do teor de ferro
Prescreve o método para determinação do teor de ferro em tanantes, conforme o método A – espectofotometria – e o método B – colorimetria.

NBR14574 – Embarcação de recreio em plástico reforçado com fibra de vidro – Requisitos de construção
Estabelece requisitos de construção para embarcação de recreio em plástico reforçado com fibra de vidro, com comprimento inferior a 12 m.

NBR14575 – Papel e cartão – Descrição e calibração para o aparelho de compressão
Especifica as características essenciais e os princípios de calibração de aparelhos para ensaios de compressão usados em papel, cartão e papelão ondulado.

NBR14576 – Papel e cartão – Tubetes – Determinação da resistência à flexão – Método dos três pontos
Especifica o método para determinação da resistência à flexão de tubetes de papel e cartão, que se encontram dentro do seguinte critério: diâmetro interno: 50 mm a 300 mm; espessura mínima da parede: 5 mm; comprimento mínimo do tubete: 1400 mm.

NBR14577 – Pasta celulósica e madeira – Determinação do material solúvel em água
Especifica os métodos para determinação do material solúvel em água fria e água quente na madeira e na pasta celulósica.

NBR14578 – Pasta celulósica – Determinação do material solúvel em acetona
Especifica o método para determinação de material solúvel em acetona na pasta celulósica. O limite inferior deste método é de cerca de 0,05%.

NBR14579 – Pasta celulósica – Determinação do teor de carboxila (ou de grupos carboxílicos)
Especifica um método para a determinação do teor de grupos carboxílicos em pasta celulósica branqueada e deslignificada.

NBR14580 – Instalações em saneamento – Registro de gaveta PN 16 em liga de cobre – Requisitos e métodos de ensaio
Fixa as condições mínimas exigíveis para a fabricação e o recebimento de registros de gaveta em ligas de cobre PN 16, destinados a instalações hidráulicas em saneamento. Estas exigências se referem à qualidade e faixas de resultados em que o registro de g

NBR14581 – Nãotecido – Determinação da resistência à abrasão
Especifica um método para determinar a avaliação do comportamento de nãotecidos quando submetidos à ação de abrasão, utilizando os aparelhos tipo Schopper, Taber e Martindale.

NBR14582 – Guincho-socorro veicular – Requisitos de construção
Estabelece os requisitos e construção para o mecanismo operacional guincho-socorro veicular.

NBR14583 – Segurança de aparelhos eletrodomésticos e similares – Requisitos particulares para fogões, fogões de mesa, fornos e aparelhos similares (NOTA:ERRATA A INCORPORAR)
Trata da segurança de fogões elétricos, fogões de mesa, fornos e aparelhos similares para uso doméstico, cuja tensão nominal não seja superior a 250V para aparelhos monofásicos e 480V para outros aparelhos.

NBR14584 – Cabo óptico com proteção metálica para instalações subterrâneas – Verificação da suscetibilidade a danos provocados por descarga atmosférica – Método de ensaio
Prescreve o procedimento para a verificação dos efeitos provocados por uma descarga atmosférica em cabos oópticos com proteção metálica, quando em instalações subterrâneas.

NBR14585 – Cabos ópticos – Determinação da força de remoção do cabo DPE do duto – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio para determinação da força necessária para remoção do cabo óptico protegido enterrado do interior do duto (DPE). Os resultados obtidos nesta metodologia podem apresentar variações devidas a razões práticas. No entanto, os resu

NBR14586 – Cabos pára-raios com fibras ópticas para linhas aéreas de transmissão (OPGW) – Determinação dos efeitos da descarga atmosférica – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio de descargas atmosférica em cabos pára-raios com fibras ópticas para linhas aéreas de transmissão (OPGW). O objetivo do ensaio é avaliar o desempenho do cabo (OPGW) quando submetido às descargas atmosféricas.

NBR14587-1 – Fibras ópticas – Medição de dispersão de modos de polarização – Parte 1: Varredura espectral – Método de ensaio
Descreve os procedimentos para a determinação da dispersão de modos de polarização em fibras e cabos ópticos do tipo monomodo. O método descrito é o da varredura em uma região de dezenas de nanometros. Através dele se obtém o valor médio da dispersão de m

NBR14587-2 – Fibras ópticas – Medição de dispersão de modos de polarização – Parte 2: Método interferométrico – Método de ensaio
Descreve os procedimentos para a determinação da dispersão de modos de polarização em fibras e cabos ópticos do tipo monomodo, pelo método interferométrico.

NBR14588 – Fibras ópticas – Determinação do raio de encurvamento – Método de ensaio
Prescreve a determinação do raio de encurvamento em fibras ópticas, pelos métodos por vista lateral e por reflexão de feixe laser.

NBR14589 – Cabo óptico com proteção metálica para instalações subterrâneas – Determinação da capacidade de drenagem de corrente – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio para determinação da capacidade de drenagem de corrente do cabo óptico com proteção metálica para instalações subterrâneas.

NBR14590 – Pasta celulósica – Determinação da resistência a soluções de hidróxido de sódio
Especifica um método para determinar a fração insolúvel em álcali de pastas celulósicas, usando soluções de hidróxido de sódio de concentrações fixas. As concentrações de hidróxido de sódio mais empregadas são de 18%, 10% e 5% (massa/massa). É aplicável p

NBR14591 – Fibras ópticas – Ciclo térmico – Método de ensaio
Prescreve o método para determinar a variação da atenuação da fibra óptica em função de variação da temperatura.

NBR14592 – Veículos rodoviários automotores – Sistema da embreagem – Verificação da modulação e força de acionamento do pedal
Estabelece o método para a verificação da modulação e da força de acionamento do pedal da embreagem.

NBR14593 – Veículos rodoviários automotores – Sistema da embreagem – Verificação da patinação
Estabelece o método para verificar o efeito da “patinação” do conjunto da embreagem em veículos rodoviários automotores.

NBR14594 – Emulsões asfálticas catiônicas – Especificação
Fixa as características exigíveis para emulsões asfálticas catiônicas.

NBR14595 – Pirazosulfuron-etil – Análise por cromatografia líquida por padronização externa
Estabelece o método de determinação de teor de pirazosulfuron-etil, através de análise por cromatografia líquida por padronização externa.

NBR14596 – Tiobencarb – Análise por cromatografia gasosa com padronização interna
Estabelece o método de determinação de teor de tiobencarb, através de análise por cromatografia em fase gasosa por padronização interna.

NBR14597 – Precisão de métodos analíticos – Determinação da repetibilidade e reprodutibilidade de métodos para ensaios de produtos químicos – Estudo intralaboratorial
Descreve os métodos para planejamento, execução, análise e tratamento dos resultados de um estudo intralaboratorial para um método de ensaio de produtos químicos. Os métodos estatísticos descritos proporcionam informações adequadas para formular os valore

NBR14598 – Produtos de Petróleo – Determinação do ponto de fulgor pelo aparelho de vaso fechado Pensky-Martens
Prescreve o método de determinação do ponto de fulgor de produtos de petróleo, pelo aparelho de vaso fechado Pensky-Martens manual ou automatizado, na faixa de 40°C a 360°C.

NBR14599 – Coletores compactadores de carregamento traseiro e lateral – Requisitos de segurança
Estabelece o sistema de segurança para os coletores compactadores móveis de resíduos sólidos, de carregamento traseiro e lateral.

NBR14600 – Veículos rodoviários automotores – Guarnição da embreagem e freio – Determinação dos constituintes solúveis em acetona
Prescreve o método para determinação dos constituiintes solúveis em acetona do material de fricção para a guarnição do freio e do disco da embreagem de veículos rodoviários, industriais, tratores e similares.

NBR14601 – Veículos rodoviários automotores – Guarnição da embreagem e do freio – Determinação do teor de cinzas, perda por ignição e teor de umidade
Prescreve o método para determinação do teor de cinzas, perda por ignição e teor de umidade do material de fricção para a guarnição do freio e do disco da embreagem de veículos rodoviários, industriais, tratores e similares.

NBRISO14602 – Implantes cirúrgicos não-ativos – Implantes para oesteossíntese – Requisitos particulares
Especifica requisitos particulares para implantes cirúrgicos não-ativos para osteossíntese, a partir daqui referidos como implantes. Especifica requisitos particulares para desempenho pretendido, atributos de projeto, materiais, avaliação de projeto, fabr

NBR14602 – Fibras ópticas tipo monomodo de dispersão deslocada – Especificação
Fixa as condições mínimas exigíveis na fabricação de fibras ópticas tipo monomodo de dispersão deslocada, utilizadas geralmente em sistemas ópticas que operam no comprimento de onda de 1550 nm.

NBR14603 – Amostragem e inspeção em fábrica de fibras ópticas – Procedimento
Fixa os critérios para amostragem e inspeção em fábrica de fibras ópticas.

NBR14604 – Fibras ópticas tipo monomodo de dispersão deslocada e não-nula – Especificação
Fixa as condições mínimas exigíveis na fabricação de fibras ópticas tipo monomodo de dispersão deslocada e não-nula, utilizadas geralmente em sistemas ópticos que operam na faixa de comprimento de onda de 1550 nm.

NBR14605 – Posto de serviço – Sistema de drenagem oleosa
Estabelece parâmetros para concepção, instalação e operação de sistema de drenagem oleosa para postos de serviço.

NBR14606 – Postos de serviço – Entrada em espaço confinado
Estabelece os procedimentos de segurança para a entrada em espaço confinado em postos de serviço. Neste caso, está restrita a entrada em tanque subterrâneo.

NBR14607 – Cabo telefônico isolado com termoplástico expandido e núcleo protegido por capa APL – Especificação
Fixa as condições mínimas exigíveis na fabricação dos cabos telefônicos isolados com termoplástico expandido e protegido por capa APL. Estes cabos são indicados paa instalações subterrâneas em linhas de dutos.

NBR14608 – Bombeiro profissional civil
Estabelece as condições mínimas de qualificação, aplicação e atividades do bombeiro profissional civil.

NBR14609 – Segurança de aparelhos eletrodomésticos e similares – Requisitos particulares para vaporizadores
Trata-se da segurança de vaporizadores elétricos para uso doméstico e similar, cuja tensão nominal não exceda 250 V. Os aparelhos não destinados à utilização doméstica normal, mas que possam constituir uma fonte de perigo para o público, tais como vaporiz

NBR14610 – Indicador de temperatura com sensor – Calibração por comparação com instrumento-padrão
Especifica o método de calibração de indicador de temperatura com sensor, por comparação com instrumento-padrão.

NBR14611 – Desenho técnico – Representação simplificada em estruturas metálicas
Especifica regras complementares às NBR 10067 e NBR 10126, necessárias para desenhos de conjunto e desenhos de detalhe concernentes a: estruturas metálicas consistindo em chapas, perfis, porções e elementos incluindo pontes, estacas etc.; dispositivos de

NBR14612 – Cabo telefônico metálico em pares trançados de 100 omega para uso interno – Atenuação de paradiagonia – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio da atenuação de paradiafonia em cabos metálicos em pares trançados de 100 omega para uso interno.

NBR14613 – Fios telefônicos – Resistência à tração e alongamento sob tensão do fio FEB dielétrico – Método de ensaio
Prescreve o método de ensaio para determinação da carga de ruptura e do alongamento sob tensão do fio FEB dielétrico.

NBR14614 – Nãotecido para artigo de uso odonto-médico-hospitalar – Determinação da barreira úmida na jarra Mason
Especifica um método para determinação da barreira úmida na jarra Mason, com o objetivo de avaliar a resistência à penetração de líquidos aquosos em nãotecidos para artigos de uso odonto-médico-hospitar.

NBR14615 – Alumínio e suas ligas – Determinação da flexibilidade por mandril cônico da pintura
Especifica um método de determinação da flexibilidade por mandril cônico de películas de tintas, vernizes e produtos similares aplicados sobre a superfície do alumínio e suas ligas.

NBR14616 – Sinalização entre registradores para a rede nacional de telefonia via terrestre – Especificação
Estabelece as características de sinalização entre registradores dos equipamentos telefônicos que integram a rede nacional de telefonia.

NBR14617 – Sinalização de linha para a rede nacional de telefonia via terrestre – Especificação
Estabelece as características gerais dos sistemas de sinalização de linha a serem utilizados pelos equipamentos telefônicos que integram a rede nacional de telefonia. As sinalizações internas desses equipamentos, assim como as sinalizações em trechos part

NBR14618 – Sinalização acústica para a rede nacional de telefonia – Especificação
Estabelece as características de sinalização acústica e corrente de toque dos equipamentos telefônicos a serem instalados na rede nacional de telefonia.

NBR14619 – Transporte de produtos perigosos – Incompatibilidade química
Estabelece critérios de incompatibilidade química a serem considerados no transporte terrestre de produtos perigosos.

NBR14620 – Papel e cartão – Tubetes – Cálculo do módulo de flexão – Método dos três pontos
Especifica o método para a determinação das características do módulo de flexão de tubetes de papel e cartão, que se encontrem dentro do seguinte critério: diâmetro interno: 50 mm a 350 mm; espessura mínima da parede: 0,02 vez o diâmetro interno e não inf

NBR14621 – Nãotecido – Determinação da resistência à delaminação
Especifica um método para determinação da resistência à delaminação de nãotecidos.

NBR14622 – Alumínio e suas ligas para fins arquitetônicos – Determinação da aderência da pintura
Especifica os métodos para a determinação e avaliação da aderência de qualquer tipo de pintura no alumínio e suas ligas para fins arquitetônicos, através do corte em X e do corte em grade, com uma ou mais camadas de aplicação. No caso de sistemas de pintu

NBR14623 – Posto de serviço – Poço de monitoramento para detecção de vazamento
Fixa as condições mínimas exigíveis para construção e instalação de poços de monitoramento para detecção de vazamento de combustíveis em posto de serviço. Trata dos poços de monitoramento preventivo para inspeção e detecção da presença de combustíveis, s

NBR14624 – Inspeção técnica veicular – Codificação dos itens de inspeção
Especifica a codificação dos itens incluídos na inspeção técnica de veículos, abrangendo itens de segurança e de controle da emissão de gases poluentes e de ruídos, assim como padroniza os itens da inspeção para as diversas categorias de veículos.

NBR14625 – Graxa lubrificante – Determinação das propriedades de extrema pressão – Método das quatro esferas
Prescreve o método para determinação das propriedades das graxas lubrificantes quanto à resistência à aplicação de cargas. São feitas as seguintes determinações: índice de carga de desgaste (antigamente carga média Hertz); carga de soldagem por meio do eq

NBR14626 – Equipamento de proteção individual – Trava-queda guiado em linha flexível – Especificação e métodos de ensaio
Especifica os requisitos, ensaios, marcação e instruções de uso dos trava-quedas guiados em linha de ancoragem flexível.

NBR14627 – Equipamento de proteção individual – Trava-queda guiado em linha rígida – Especificação e métodos de ensaio
Especifica os requisitos, ensaios, marcação e instruções de uso dos trava-quedas guiados em linha de ancoragem rígida.

NBR14628 – Equipamento de proteção individual – Trava-queda retrátil – Especificação e método de ensaio
Especifica os requisitos, ensaios, marcação e instrução de uso dos trava-quedas retráteis.

NBR14629 – Equipamento de proteção individual – Absorvedor de energia – Especificação e métodos de ensaio
Especifica os requisitos, ensaios, marcação e instrução de uso dos absorvedores de energia.

NBRISO14630 – Implantes cirúrgicos não-ativos – Requisitos gerais
Especifica requisitos gerais para implantes cirúrgicos não-ativos. Esta norma não se aplica a implantes odonto-lógicos, materiais para restauração odontológica, implantes transradiculares e transendodônticos e lentes intra-oculares.

NBR14630 – Utensílios domésticos de alumínio e suas ligas – Panelas e caçarolas – Requisitos (NOTA:ERRATA A INCORPORAR)
Especifica as características mínimas para fabricação, desempenho, qualidade, segurança, fornecimento e recebimento de panelas e caçarolas de alumínio laminado, de fabricação nacional ou importadas, utilizadas no país para exposição a uma fonte de calor d

NBR14631 – Cestas aéreas isoladas – Especificação e ensaios
Estabelece critérios para projeto, produção, ensaio e inspeção de cestas aéreas isoladas.

NBR14632 – Postos de serviço – Procedimentos para recuperação, com resinas termofixas reforçadas com fibra de vidro, de tanque subterrâneo instalado
Estabelece procedimentos para recuperar com resina termofixa reforçada com fibra de vidro tanques subterrâneos instalados em postos de serviços.

NBR14633 – Cordões flexíveis com isolação extrudada de polietileno clorossulfonado (CSP) para tensões até 300 V – Requisitos de desempenho
Fixa as condições exigíveis para cordões flexíveis com isolação de polietileno clorossulfonado (CSP) ou polímeros similares, para tensões até 300 V, utilizados em aparelhos eletrodomésticos térmicos, particularmente em ferro de passar roupa. Abrange cordõ

NBR14634 – Tecido plano de 100% algodão – Denim – Requisitos e métodos de ensaio
Especifica as características e condições necessárias para os tecidos planos de 100% algodão – denim, utilizados na confecção de roupas em geral.

NBR14635 – Artigo têxtil – Algodão hidrófilo – Requisitos e métodos de ensaio
Especifica as características da qualidade do algodão hidrófilo.

NBR14636 – Sinalização horizontal viária – Tachas refletivas viárias – Requisitos
Especifica as características mínimas exigíveis para as tachas refletivas destinadas à sinalização horizontal viária.

NBR14637 – Embalagem plástica paa água mineral e de mesa – Garrafão retornável – Requisitos para lavagem, enchimento e fechamento
Estabelece os requisitos mínimos de controle de qualidade na lavagem, enchimento e fechamento de água mineral e de mesa em garrafão plástico retornável.

NBR14638 – Embalagem plástica para água mineral e de mesa – Garrafão retornável – Requisitos para distribuição
Estabelece os requisitos mínimos de qualidade para a distribuição de água mineral e de mesa acondicionada em garrafão plástico retornável, visando atender às exigências sanitárias legais e contribuir para sua adequada comercialização.

NBR14639 – Posto de serviço – Instalações elétricas
Fixa os requisitos mínimos necessários para instalação elétrica de equipamentos e materiais em postos de serviço.

NBR14640 – Construção inferior do calçado – Solas, solados e materiais afins – Determinação da migração de corantes entre materiais
Prescreve o método para a determinação da ocorrência de manchas no cabedal e/ou no solado de calçados, causadas pela migração de corantes. Esta migração pode ocorrer entre materiais de solado e cabedal, como também entre partes distintas, de cores diferen

NBR14641 – Materiais refratários densos conformados – Determinação da velocidade ultra-sônica
Estabelece um método para determinação da velocidade ultra-sônica em materiais refrat’rios densos conformados.

NBR14642 – Combustíveis e solventes – Determinação qualitativa de enxofre ativo pelo ensaio Doctor
Descreve o método para a determinação da presença de mercaptans em combustíveis para motores, solventes, querosene, naftas e similares.

NBR14643 – Corrosão atmosférica – Classificação da corrosividade de atmosferas
Classifica a agressividade atmosférica a metais e ligas metálicas em categorias de corrosividade, baseada em dados atmosféricos (tempo de superfície úmida, teor de cloretos e taxa de sulfatação) e/ou em medidas de taxas de corrosão de metais-padrão.

NBR14644 – Sinalização vertical viária – Películas – Requisitos
Especifica as características mínimas para as películas utilizadas na sinalização vertical viária.

NBR14645-1 – Elaboração do “como construído” (as built) para edificações – Parte 1: Levantamento planialtimétrico e cadastral de imóvel urbanizado com área até 25 000 m², para fins de estudos, projetos e edificação – Procedimento (NOTA:ERRATA A INCORPORAR)
Fixa as condições exigíveis para a execução de levantamento topográfico planialtimétrico e cadastral de imóvel urbanizado com área até 25 000 m², para fins de estudos, projetos e edificação.

NBR14646 – Tolerâncias geométricas – Requisitos de máximo e requisitos de mínimo material
Define e descreve o princípio de máximo material e especifica sua aplicação. A utilização do princípio de máximo material facilita a fabricação sem prejuízo da intercambiabilidade onde há uma dependência mútua de dimensão e geometria.

NBR14647 – Produtos de petróleo – Determinação da água e sedimentos em petróleo e óleos combustíveis pelo método de centrifugação
Descreve o ensaio de laboratório para determinação de água e sedimentos em petróleo e óleos combustíveis, utilizando o método de centrifugação.

NBR14648 – Pára-choque traseiro de caminhões e veículos rebocados com massa total máxima acima de 4,6 t – Requisitos e método de ensaio
Fixa os requisitos dimensionais e o método de ensaio para verificação da resistência de pára-choques traseiros de caminhões e veículos rebocados com massa total máxima acima de 4,6 t.

NBR14649 – Agrotóxico – Determinação de pH
Prescreve o método de ensaio para determinação do pH em agrotóxicos.

NBR14650 – Tecnologia gráfica – Controle do processo – Avaliação da dureza de rolos de impressoras e equipamentos gráficos
Especifica os requisitos de rolos utilizados em máquinas e equipamentos gráficos, e especifica o método de medição da dureza Shore A desses rolos utilizando-se um durômetro portátil contendo ponteiro estacionário. Recomenda-se, para garantir maior precisã