O Curso in Company Perícias Judiciais, ministrado pelo professor Rui Juliano, é indicado para grupos fechados de funcionários de empresas privadas e públicas, de técnicos do Ministério Público, de membros de associações ou de profissionais com interesses específicos. O treinamento é desenhado sob medida para cada grupo e interesse.

O curso treina aqueles que fornecem ou fornecerão laudos que serão utilizados em processos e inquéritos civis, ou que serão assistentes técnicos em processos judiciais, da área de meio ambiente, trabalhista, desapropriação, construção civil, entre diversas outras. 

Contatos pelos telefones 0800 600 3622 e (53) 3132 3622, com Fernanda, ou por mensagem de solicitação de orçamento, preenchendo o formulário abaixo.

O curso capacita analistas do Ministério Público a realizarem perícias e consequentes laudos para serem juntados a inquérito civil e a ação cívil pública (junto à petição inicial), além de treiná-los como assistente técnico, dando-se ênfase, ou não, a ações que envolvam o meio ambiente (sem entrar na parte técnica). Diversos MPs que contratam este curso.

O Curso In Company de Perícias Judiciais é tão focado naquilo que é imposto pelos processos, que o ministrante acaba examinando casos levados pelos participantes para a sala de aula. Assim, pelo preço de um curso, a empresa acaba levando junto, gratuitamente, valiosa consultoria sobre perícias nos processos em que é parte.

A formação de grupo em associações de profissionais permite uma economia de 50% no valor de uma inscrição, em relação ao preço de curso convencional. 

A seguir listam-se algumas observações que mostram como o treinamento sobre perícias judiciais é fundamental para o assistente técnico e que o ideal é a empresa que é parte ou que costuma ser parte em processo judicial treine seus assistentes técnicos e funcionários da área técnica envolvida no objeto da perícia judicial. 

- O assistente deve fazer o assessoramento técnico e científico ao advogado na montagem da inicial do processo. 
- O assistente técnico deve sugerir ao advogado os quesitos que serão apresentados no processo. 
- O assistente técnico deve interagir com os funcionários da empresa ligados ao objeto da perícia judicial. 
- Os funcionários da área técnica da empresa devem ser treinados em perícias judiciais para melhor interagir com o assistente técnico. 
- O assistente técnico deve informar ao advogado sobre a necessidade de apresentação de quesitos suplementares, pois ele é a pessoa mais indicada para detectar a sua utilidade e o momento certo de apresentação. 
- Os quesitos suplementares têm como função cercar melhor os assuntos específicos da perícia. 
- O assistente técnico devidamente treinado, ao observar a necessidade da apresentação de quesitos suplementares, e o advogado apresentando-os, possibilita que o processo tome nova direção, favorável a sua parte. 
- Assistentes técnicos sem treinamento desconhecem a existência da possibilidade de se apresentar e quesitos suplementares no processo e o “quando” de sua apresentação. 
- O assistente deve conhecer todos os prazos relativos ao perito e aos seus. 
- O assistente técnico deve saber como os peritos costumam pensar e agir. 
- O assistente técnico sem o conhecimento da prática e burocracia forense, ensinado em cursos, se sente constrangido na presença do perito. 
- O assistente técnico deve alertar o perito sobre as possíveis distorções, ajudando-o a esmiuçar os quesitos e suas respostas para que não venham a ocorrer danos graves, tendo em vista que a parte adversa tende a distorcer os fatos com os seus quesitos, levando a confundir o perito e, assim, obter um laudo técnico favorável; 
- O assistente técnico bem-treinado após a entrega do laudo pelo perito nomeado pelo juiz, quando não concordar com este, apresenta o seu parecer nos autos em separado, onde fará críticas, ponto a ponto, do laudo do perito. 
- O assistente técnico bem-treinado em perícias judiciais complementa e adverte o laudo do perito, quando este, por lapso, apresenta cálculos equivocados e, involuntariamente, omite ou distorce fatos e técnicas importantes. 
- A aceitação incondicional do laudo preparado pelo perito, por alguns juízes, desprezando os laudos dos assistentes técnicos, tem sido rejeitada nos Tribunais, mostrando com isso a importância do assistente técnico no processo. 
- O juiz pode utilizar o que está no laudo do assistente técnico e não utilizar nada do laudo do perito. 
- A falta de conhecimento do assistente em perícias judiciais, leva-o a ter uma posição em que se sinta, até mesmo, bem inferior à autoridade que o perito possa a ele efetivamente representar. 
- Em alguns casos, vê-se que os assistentes técnicos nem chegam a abrir o processo para que estão nomeados, deixando correrem as diligências e conclusões a bel prazer do perito. 
- A principal característica do assistente técnico não-treinado é não possuir firmeza. 

O treinamento é desenhado sob medida para cada organização e a sua realização é precedida de criterioso levantamento de necessidades junto às áreas envolvidas, de modo a permitir que a seleção dos temas, o enfoque e os exemplos utilizados sejam reconhecidos e assimilados pelos participantes, bem como a perfeitamente aplicáveis no seu dia-a-dia. O contexto, o clima organizacional e o perfil dos participantes fazem parte do objetivo. 

Suporte Técnico Grátis no Curso Perícias JudiciaisSuporte técnico gratuito aos participantes, até 06 meses após a realização do curso, ou 01 ano, se o suporte não foi utilizados nos primeiros 06 meses.

Rui Juliano - Ministrante do Curso Perícias JudiciaisO ministrante Rui Juliano é a maior autoridade na distribuição de conhecimentos sobre perícias judiciais do país. Desde 2001, realiza cursos presenciais, atualmente, com agenda em 17 estados.

Fale Conosco

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Telefone (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Importância do treinamento sobre perícias judiciais

Quando o juiz determina perícia em um processo judicial, a empresa em que é parte dele tem o direito a nomear um assistente técnico. Em nome do exercício desse direito, os dirigentes da empresa indicam, na grande maioria dos casos, um funcionário de seu quadro para desempenhar tal função. O dirigente de empresa particular ou estatal ou de um órgão público normalmente não tem noção de que, ao nomear como assistente técnico na perícia um profissional que não conheça a prática e a burocracia de uma perícia judicial, poderá estar causando um grave dano a sua empresa ou instituição no processo em que a mesma se encontra envolvida.

Isso porque é necessário que o assistente técnico da empresa ou do órgão público tenha conhecimento dos meandros e particularidades da perícia judicial para realizar um trabalho eficiente. Caso contrário, a perda para a empresa, no processo, poderá ser bastante grande. Pensando nisso, oferecemos cursos in company de treinamento de perícia judicial para funcionários de empresas. Podem realizá-lo, ao mesmo tempo, funcionários de empresas das áreas de meio ambiente, construção civil, financeira,  cálculos trabalhistas, entre outros segmentos, pois o conteúdo é o mesmo para diferentes áreas. O nosso curso in company fornece os enfoques necessários para os diferentes segmentos que compõem o grupo.

Além de realizar o treinamento in company dos futuros assistentes técnicos da empresa, é necessário conduzir ao curso in company também os funcionários de setores ligados diretamente aos objetos das perícias de processos judiciais, pois eles, no futuro, saberão dar um melhor suporte aos assistentes técnicos indicados pela empresa.

Em processos de vulto para os quais a empresa contrata assistentes técnicos fora de seus quadros, é recomendável que os experts contratados realizem, igualmente, o Curso Perícias Judiciais in company junto com os funcionários da empresa ligados à área envolvida.

É indicado que no grupo de participantes do treinamento in company estejam presentes os representantes do departamento jurídico de empresa, pois é sabido que, para que haja um bom trabalho por parte do assistente técnico na perícia judicial, este deve ser acompanhado pelo advogado.

O nosso curso Perícia Judicial in Company é uma solução sob medida em treinamento corporativo; trata-se do mesmo curso já realizado presencialmente em mais de 100 edições, em 17 capitais e principais cidades das 5 regiões do país, sendo o maior curso de perícias judiciais existente.